★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

23 de enero de 2017

(Review 127) - Cartas de amor aos mortos by Ava Dellaira

22366064Love letters to the Dead
Ava Dellaira

V&R Ediciones / Nocturna Ediciones / Seguinte


Livro Autoconclusivo


344 Páginas
Juvenil / Romance

Para leer en Español, haz click AQUI
Alguns segredos só conseguimos contar aos nossos maiores ídolos. Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever  uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop... apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que passou com ela e sua irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e à si mesma. E só quando enxergar a irmã como ela realmente era - encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um - é que poderá seguir em frente e descobrir o seu próprio caminho. 

Cartas de amor aos mortos foi toda uma descoberta para mim. Esse é um livro que teve muita hype no momento de sua publicação, logo vieram as resenhas negativas, que me deixavam com o pé atrás, tendo certeza de que, talvez, esse livro não fosse para mim. É que toda a idéia central: uma garota no ensino médio que, após a morte de sua irmã mais velha, tenta encontrar seu lugar no mundo e se expressa escrevendo cartas à pessoas famosas já falecidas... me parecia um pouco cansativo. Felizmente, esse foi o livro escolhido como leitura do mês em um dos grupos de leitura da qual sou membro, o Erase un club de lectura e, embora não tivesse muita vontade de conferir a história, acabei dando uma oportunidade por insistencia das outras gurias do grupo, que me diziam que o livro poderia ser genial e bem... e devo dizer que realmente terminei o livro bastante surpreendida pois não esperava que fosse gostar tanto.

Laurel enfrenta um drama difícil. A sua irmã mais velha, May, faleceu há pouco tempo. May era próxima de Laurel, e a imagem da irmã sempre linda e perfeita parece perseguir as lembranças e sonhos de Laurel.
Tentando se afastar das lembranças e da compaixão das pessoas que não sabiam como reagir perto de Laurel, ela decidiu mudar de escola, indo para um outro bairro, na tentativa de conhecer novas pessoas que não soubessem de sua triste perda. Ali, o leitor acompanhará o dia a dia de Laurel, como ela tenta se adaptar, se encaixar e se descobrir enquanto também deverá lidar com a dor da perda e a aceitação dessa triste realidade.

Quando em uma atividade de Inglês, a professora propõem que os alunos escrevam uma carta para um personagem famoso que eles admirem e que já tenha morrido, Laurel toma a experiencia à sério, e passa a desabafar seus problemas, dores e descobertas em suas cartas pessoais à Amy Winehouse, River Phoenix, Kurt Cobain, Judy Garland, Jim Morrison, Heath Ledger, e muitos outros. 
A grande magia da história é que Laurel parece realmente conversar com essas pessoas e tenta entendê-los enquanto passa a compreender melhor à si mesma. É comovente e muito interessante o ponto de vista de Laurel sobre cada uma dessas mortes, enquanto ela debate em suas cartas as razoes que crê que levaram cada uma dessas personalidades à terminar suas vidas com mortes tão trágicas. 
Os momentos vividos por Laurel parecem se ajustar perfeitamente ao destinatário da carta, e durante muitos momentos é possível se emocionar com a narrativa poética e profunda da autora, enquanto através de suas cartas nos relata os dramas e desilusões vividos por Laurel e cada um dos personagens de suas cartas.
Foi esclarecedor e muito interessante poder conhecer algum que outro detalhe sobre a vida e morte de pessoas famosas que, embora todos nós conheçamos, poucas vezes paramos para analisar as tristes histórias de cada um.

Durante toda a leitura, a autora consegue manter a dose certa de suspense, já que desde o princípio queremos descobrir o que aconteceu com May e como ela morreu. Confesso que o desenlace da história, embora fosse previsível, consegue ser bastante emotivo e coerente.
Laurel foi um personagem que despertou minha simpatia desde o começo. Se agradece porque a autora nos traz uma adolescente normal, tentando encontrar seu espaço no mundo e sobreviver à uma realidade inesperada e dolorosa.
Laurel não é o bicho raro do instituto, tampoco é excessivamente melancólica ou uma louca imprudente. Na verdade, Laurel tenta apenas se encaixar, como todos nós em algum momento também tentamos quando passamos pelo ensino secundário. 
Laurel está vivendo uma vida de descobertas, agora ela está sozinha, sem a proteção da irmã mais velha, e sabe que deverá se sair bem em sua jornada pessoal. May, a falecida irmã, se torna a referência de Laurel, e durante diversos momentos da historia vemos que a personagem tenta ser e viver da maneira como ela acredita que a irmã faria.

Acredito que a mensagem mais bonita que Cartas de Amor aos mortos nos traz é justamente a lição de superação, essa história de amor entre irmãs que ultrapassa o tempo e que sempre é atual.
Ava Dellaira nos apresenta mais do que um romance. Cartas de amor aos mortos é uma história sobre amizade, a verdadeira amizade. 
Laurel, em sua dura realidade, consegue encontrar amigos leais. E o mais tocante da história de Ava Dellaira foi poder conhecer cada um desses novos amigos que surgem na vida de Laurel e cada uma das pequenas atitudes que, pouco a pouco, os fazem dignos de ser reconhecidos como amigos de verdade. 
É tocante e muito terno poder conhecer uma história simples sobre amizade, mas que ao mesmo tempo consegue tocar fundo.
Natalie, Hannah, Kristen, Tristan e Sky surgem aos poucos, se apresentam como jovens muitas vezes confusos e até caóticos, e aos poucos vão ganhando espaço no coração do leitor, mostrando as diversas faces da verdadeira estima, do que é ser amigo e estar junto para tudo.

A autora debate temas duros, até mesmo polêmicos, mas sempre com leveza, com uma doçura enternecedora. Nada em Cartas de Amor aos mortos parece ser forçado ou excessivo, tudo foi colocado no momento certo, de maneira coerente, apresentando ao leitor uma trama envolvente, poética e cheia veracidade e magia.

Carta de amor aos mortos não é um livro fácil de ler. Embora seja um romance juvenil, a maneira como foi escrito requer algo de paciência no leitor. Essa é uma leitura para se ler sem pressa, desfrutando de cada página, de cada carta, buscando entender o contexto em que foi escrita e a situação de cada um dos destinatários da carta, pois tudo parece estar conectado com fatos da vida de Laurel.
Enfim, é uma leitura bastante nostálgica, que pode emocionar à muitos leitores, mas recomendo ler sem criar demasiadas expectativas, simplesmente se deixando levar, experimentando pouco a pouco cada uma das sensações que a história traz até finalmente tocar o coração. 



Resultado de imagen para ava dellairaAva Dellaira nasceu em Los Angeles, porém cedo sua família se mudou para Albuquerque, no Novo México, onde cresceu brincando com sua irmã.
Sua primera recordação sobre o mundo da escritura vem de quando estava na escola secundária, onde foi-lhe dada a tarefa de escrever um poema sobre as coisas que gostava e o porquê. Foi a primeira vez que realmente tomou consciência sobre a grande distancia entre um sentimento e a linguagem certa para conseguir expressá-lo.
Foi aluna da Universidade de Chicago e também se especializou como escritora em Iowa.
Depois de se formar em Iowa, se mudou para Los Angeles, com o objetivo de se tornar roteirista e teve a sorte de conseguir uma chance de trabalhar ao lado de Stephen Chbosky, que a animou a escrever um livro.
Atualmente reside em Santa Monica, em um pequeno apartamento perto da praia. Correr, caminhar ou andar de bicicleta são as suas atividades favoritas.

Web Page Oficial: http://avadellaira.com/

Twitter: Ava Dellaira

Beijokas!!

Nos lemos....


31 comentarios:

  1. Oi Alice,
    Sabe que eu nao curti Cartas de Amor aos Mortos?
    Achei a estória muita forçada, não gostei da estrutura epistolar.
    Mas o final me surpreendeu, não esperava que a Laurel tivesse passado por tudo aquilo.
    Enfim, fiquei com a sensação de que a ideia era boa, mas faltou um desenvolvimento melhor.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Esse livro está na minha listinha há um bom tempo, viu?
    Mas fui adiando e adiando e acabei deixando ele de lado e me esquecendo completamente.
    Sua resenha fez com que o interesse voltasse *_*

    www.saidaminhalente.com

    ResponderEliminar
  3. Ainda não li esse livro, mas sua resenha só me deixou mais com vontade. Adoro esse tipo de história que nos acrescenta tanto para a vida :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice, menina sempre tive a curiosidade de ler esse livro e lendo sua resenha me lembrei que o mesmo era e ainda é um dos meus desejados. Saber que a trama trata da amizade verdadeira, e de temas duros que de fato nos emocionam, me relembrou o motivo que me fazia querer o ter aqui comigo. Muito obrigada pela ótima resenha.

    Beijos
    ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. Oi, Alice!
    Eu vi algumas resenhas super negativas do livro, mas não mudou minha vontade de ler porque de algum modo me lembrou As Vantagens de Ser Invisível.
    Adorei sua resenha e ela me deixou com bem mais vontade.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  6. Oi Alice, tudo bem?

    Realmente não parece ser um livro de fácil leitura, mas desde o lançamento eu tenho vontade de ler. Fico feliz que vc tenha gostado da leitura e que o livro tem um bom desenvolvimento.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  7. Oie Alice =)

    Mesmo a personagem principal me dando nos nervos em alguns momentos, esse foi um livro que me emocionou bastante. É delicado e de certo modo um pouco cruel também, mas de uma história singela e verdadeira que se lermos de coração aberto nos cativa e fica com a gente por um bom tempo.


    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderEliminar
  8. Oi Alice! Eu li este livro faz um tempinho, mas gostei bastante. A inserção de figuras famosas na trama me deixou bem empolgada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  9. a premissa parece muito interessante, mas no momento estou fugindo dos dramas, li muito em 2016 e quero dar uma diversificada, mas não vou deixar de anotar a dica, pois sua resenha está maravilhosa beijos

    Taynara Mello
    www.indicarlivros.com

    ResponderEliminar
  10. Oi Alice
    Eu comecei a ler este livro e tive que parar por conta de outras leituras, mas quero muito concluir.
    Concordo com você quando fala que tem que ser lido devagar, as cartas são carregadas de emoção, e faz pensar.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Olá Alice, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro, mas sempre fico enrolando...rs.
    Amei a resenha, me mostrou mais uma vez o porque que eu tenho de ler esse livro.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  12. Olá, já ouvi falar no livro, mas não tive a oportunidade de ler e conhecer sua história. Por incrível que parece mesmo lendo a sinopse tinha pensado no enredo completamente diferente, achei muito interessante.

    www.mundofantasticodslivros.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. OOOOOOOI

    esse é um livro que tá na minha lista faz um tempão. E olha... até hoje não vi nenhum comentário ou resenha negativa sobre ele.
    De fato, é uma história de superação, imagino. Sem contar que a compreensão de mundo da personagem sobre os mortos famosos deve ser muuuuuito legal de acompanhar.

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderEliminar
  14. Oi, Alice! Adorei a resenha. Cartas de amor aos mortos realmente não é um tipo de livro fácil de se ler. Li faz um tempinho e ainda lembro que foi difícil me acostumar com a personagem, mas conforme eu ia lendo e descobrindo mais sobre os mistérios eu entendia mais de quem Laurel, e isso foi surpreendente.

    Abraços!
    https://constelacaopyxis.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  15. Olá, Alice.
    Eu ganhei esse livro em uma promoção na época em que lançou. Mas também comecei a ler resenhas negativas dele e acabei deixando de lado. Mas depois da sua resenha tão bem feita, quem sabe eu dê uma chance para ele hehe.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  16. Oi Alice!! Eu li alguns capítulos e não curti muito... Mas que bom que você curtiu. Beijos!
    Sonho Inverossímil

    ResponderEliminar
  17. Oi, Alice!
    Cartas de Amor aos Mortos foi uma das melhores leituras que fiz em 2015. Fiquei sinceramente tocada com a narrativa, o tema e a Laurel. Tanto que acabei foi escrevendo uma carta aberta para ela, no lugar de uma resenha. É uma história que deixou uma marca em mim e foi muito poderosa, não sei se pelo momento da minha vida em que eu li ele ou o que. Mas foi maravilhoso. Conhecer a Ava, depois de tudo, foi ainda mais emocionante!
    Fico feliz que tenha gostado dele, sempre me deixa animada ver outras pessoas que curtiram!

    bjs
    Queria Estar Lendo

    ResponderEliminar
  18. Ainda não li esse livro, tem gente que me falou que não gostou mas muitos falam que adoraram então tenho vontade de conferir a leitura para ter minha própria opinião. Sua resenha me deu uma animada para ler.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  19. Olá
    gostei bastante do titulo e eu amo ler cartas
    também escrevo e tenho um livro somente destinado a isso, cartas.
    A capa também é muito bonita
    bjo

    http://karinapinheiro.com.br/entre-a-genialidade-e-a-loucura-do-ser-ou-nao-ser/

    ResponderEliminar
  20. Oi oi querida,
    Eu conhecia a obra, e adoro fantasia e drama. Fico muito feliz que você tenha gostado do livro, é sempre ótimo embarcar em uma leitura que te envolve. O livro tem uma ótima premissa, e uma escrita inovadora. Espero ler em breve...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderEliminar
  21. Oi, Alice. Nunca parei para ler uma resenha desse livro, já quis comprar diversas vezes na livraria mas tinha receio porque achei que a história também não era para mim. Mas depois de ler sua resenha, fiquei bem mais animada com o enredo e pretendo ler o livro em breve. Espero gostar tanto quanto você.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderEliminar
  22. Oi Alice,

    Acredita que mesmo morrendo de vontade de ler esse livro, ainda não surgiu a oportunidade?
    O livro têm uma ótima premissa e assim que poder vou com certeza ler, adorei sua resenha.

    Beijinhos, Ana


    💞Mundo dos Sonhos

    ResponderEliminar
  23. Eu acho linda a capa desse livro e a premissa dele é muito legal, mas toda vez que leio as resenhas eu acho tãão deprimente. Não sei, acho que não tô na vibe dele ainda. Eu percebo que é um livro de ensinamentos e superação e tal, mas não tô conseguindo passar pelas parte tristes hahaha

    Parabéns pela sinceridade: ''Carta de amor aos mortos não é um livro fácil de ler. Embora seja um romance juvenil, a maneira como foi escrito requer algo de paciência no leitor. ''

    www.cantaremverso.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  24. Eu também fiquei morrendo de vontade de ler esse livro assim que lançou,mas acabei deixando para depois e esse depois não chegou nunca. Mesmo com as resenhas negativas e todas as ressalvas que você destacou na resenha,ainda assim,tenho vontade de conferir a história,mesmo que precise de um pouco de paciência para conferir,esse livro parece ser lindo;.


    bjsss

    ResponderEliminar
  25. Oi Alice,
    Fiquei com um pé atrás de ler esse livro também. Mas todo mundo que conheço que leu diz a mesma coisa. Que foi surpreendente. Já está na minha lista de leitura, só preciso arrumar um tempinho para ele.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderEliminar
  26. Acho que meu problema com esse livro foi justamente criar expectativas demais. O resultado: acabei abandonando a leitura pela metade.
    Eu não conseguia enxergar a protagonista, pois ela parecia querer ser a irmã o tempo todo.
    E aquela parte do Tristan e o "né, amor?" era muito chata hahaha
    No fim, esse livro não funcionou pra mim. Que bom que você gostou!

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderEliminar
  27. Oi Alice,

    Eu não me interessei muito pela leitura do livro justamente por falarem que não é uma leitura fácil. Teve gente que falou que era bem arrastada e eu acabei não lendo. Se eu tivesse visto a autora na Bienal eu teria lido, mas acabou não dando certo e não corri atrás pra ler.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderEliminar
  28. Oi, Alice!
    Esse livro tá na minha lista há um tempinho e na verdade eu tenho vontade de ler desde a primeira resenha que eu vi. Vou tentar ler ele logo! :)
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderEliminar
  29. Olá,Alice!
    Amo muito esse livro! É um dos meus favoritos!
    A autora escreveu muito bem, ainda mais alternando sobre a vida da Laurel e a celebridade com que ela escrevia as cartas,achei uma ideia genial dela.
    Amei sua resenha, ficou incrível
    Estou seguindo o blog para acompanhá-lo mais vezes

    Beijo, beijos
    Aline
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderEliminar
  30. Oi Alice!
    Eu realmente ja tinha visto outras resenhas falando que é complicado ler esse livro rapido, justamente pela escrita. O pessoal sempre comenta que é meio complicado de mergulhar, mas quando você consegue entrar, é muito bom. Eu tenho o físico autografado. Espero gostar quando ler.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  31. Eu sou completamente louca para ler esse livro. Acho a história simplesmente maravilhosa e sua resenha só fez acender mais esse interesse em mim. Gosto de que tudo é feito através de cartas e que escrever sobre seus próprios problemas a leva ao autoconhecimento. Vou ler, com certeza!

    http://www.conchegodasletras.com.br

    ResponderEliminar