★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

14 de noviembre de 2016

(Review 116) - ¿Qué pasó cuando se terminaron las perdices?

32468317
¿Qué pasó cuando se terminaron las perdices?
Gema Tacón

Multiverso Editorial

Autoconclusivo

191 Páginas
Romance / Chick Lit
Para leer en Español, haz click AQUI

Ariel, nossa protagonista, se reencontra com as suas amigas da infância, pensando que ela foi a que terminou pior do que todas, até que descobre que nem tudo é o que parece.
Os problemas matrimoniais, pessoais e cotidianos são mais comuns do que ela pensava e Ariel tentará ajudar da única maneira que sabe fazer: sendo ela mesma. 
O único inconveniente é que, apesar das suas boas intenções, o caos e a má sorte parecem seguir-la aonde quer que vá, convertendo a vida de todos os que a rodeiam, em uma loucura.

Seu mundo de liberdade e solteirice se vê alterado quando ela se apaixona por um homem de quem apenas conhece a primeira letra de seu sobrenome e que parece saber bastante sobre ela. Assim, quando parece já não ter o suficiente com que lidar, entra em cena Jim, que lhe presenteia com sorrisos e promessas de amor eterno diariamente.

Conseguirá Ariel solucionar a sua vida e a de suas amigas, ou apenas deixará as coisas ainda piores?

Descubra você mesmo nessa empolgante novela de mistérios, amor e comédia, que não te deixará indiferente. Uma novela que te fará repensar se os finais felizes realmente existem tal e como nos contaram desde a nossa infância. 





* Esta resenha é parte da leitura coletiva organizada por Folloner@s **

¡Apúntate!Só conheci esse livro quando o Folloneras anunciou a leitura conjunta do mesmo. Eu não havia sequer escutado falar sobre sua publicação e assim que eu vi essa capa, eu quis participar de mais essa LC.

¿Qué pasó cuando se terminaron las perdices? nos apresenta uma idéia original e diferente, um chick lit que certamente desperta a curiosidade do leitor, principalmente aquelas que como eu cresceram escutando e assistindo os famosos contos de fada da Disney.
Aqui veremos uma espécie de retelling com os famosos personagens que, longe de ser princesas, são mulheres comuns, com problemas comuns, e com personalidades bem diferentes do que poderíamos imaginar das princesas da nossa infância.
Ariel (La Sirenita), Merida (Valente), Jasmine (Aladin), Bela (A Bela e a Fera), Blanca (Blanca de Neve) e a famosa Aurora (A Bela Adormecida) decidiram se reencontrar depois de muito tempo sem se falar. 

A desastrada Ariel não queria ir de maneira nenhuma à esse reencontro. Afinal, ela não tem absolutamente nada em comum com as suas amigas perfeitas. Ariel é divorciada, andou ganhando muitos quilos à mais, vive em um lugar que não tem nada a ver com nenhum palácio, e não vive em nenhum conto de fadas. 
Quando durante o reencontro Ariel comenta que agora é conselheira e passa por dificuldades financeiras, as amigas decidem afrontar a verdade de uma vez por todas. Todas elas precisam de ajuda. 
Ariel então é desafiada a passar uma semana vivendo com cada amiga, na tentativa de aconselhar e consertar as vidas delas. E, pouco a pouco, após viver o dia a dia de cada uma das amigas, Ariel descobre que na verdade suas amigas não são nada perfeitas, não vivem nenhum conto de fadas, escondem segredos e vivem vidas paralelas que até mesmo para ela, uma garota acostumada a se meter em todo tipo de confusão, algumas situações estão fora dos limites. 
Enquanto Ariel tenta resolver a vida das amigas, consertando casamentos e destapando mentiras, ela também deverá dar um jeito de consertar a sua própria vida. Afinal, quem é o misterioso Sr B que sempre aparece quando Ariel menos imagina? E Jim, o charmoso barman que está sempre pronto para ajudar Ariel até mesmo nas situações mais absurdas? Também há o ex marido, Eric, será que Ariel esqueceu mesmo ele?

E com essa original e divertida premissa, Gema Tacón nos imerge em uma história cheia de aventuras e confusões que consegue nos arrancar mais de um sorriso.
É divertido imaginar as princesas da Disney vivendo as mais corriqueiras situações, é divertido vê-las como mulheres comuns, que sofrem com a celulite e com a rejeição, e apesar de ser um chick lit, os diversos segredos que os personagens escondem acabam mantendo um clima de suspense no ar.

A narrativa de Gema Tacón é bastante descontraída, leve e sem pudores, Gema usa a linguagem do dia a dia e destapa situações que acontecem de maneira corriqueira em nossa sociedade, sem tabus ou preconceitos. 
Por outro lado, algo que me incomodou bastante foi o uso exagerado de termos regionais. Entendo que a autora é espanhola, e tem no seu vocabulário palavras tipicas de sua região. Porém, a partir do momento, em que se escreve uma história para ser distribuída para diversos outros países, ha que se tomar cuidado com o uso de gírias e expressões tipicamente regionais. Haviam palavras tão tipicamente da Espanha, que eu sequer consegui entender o significado, já que o espanhol da Espanha possui muitas diferenças do espanhol da Argentina (castelhano). 
O excesso de "espanholismo" assim como qualquer excesso de regionalismo, prejudica a qualidade da história, e na maioria das vezes deixa a leitura maçante e confusa. E em um chick lit, acho que foi um erro fatal, pois não havia a necessidade de incorporar esses "toques regionais".

Sobre os personagens, tenho sentimentos encontrados. A protagonista Ariel me caiu super mal, ela é extremamente vulgar, por muitos momentos não consegui suportar a protagonista, especialmente por conta de suas atitudes, que às vezes me pareciam demasiado torpes, e outras vezes me pareciam demasiado confusas.
O Sr B foi um personagem que desgostei totalmente. Não sei explicar exatamente porque, mas esse personagem me caiu bastante mal desde o principio, e enquanto os capítulos avançavam, pior o personagem me caia. Não gosto de personagens grudentos, e o Sr B foi um daqueles personagens que ao ser demasiado perfeito e grudento, despertam a desconfiança do leitor, e fica difícil gostar dele.
Blanca, Merida e Jim, por outro lado, foram personagens que me encantaram completamente. Blanca é tão imperfeita e pura, mas sem ser aquela coisa clichê dos contos de fada, a pureza de Blanca é uma pureza comum, humana, uma inocência real. 
Jim foi de longe o melhor personagem da novela, é um personagem adorável, típico mocinho de chick lits que te faz rir e se apaixonar. 
E Merida é tão boa onda e divertida que cumpre perfeito o papel da melhor amiga que todos gostariam de ter.

A história está bem concluída, a autora apresenta variados mistérios que conseguem manter o leitor intrigado até o final. Ainda assim, como já disse, ha um par de situações sobre a protagonista que me pareceram demasiado surrealistas e difíceis de crer. Blanca por exemplo tem uma inocência que desperta o carinho do leitor. Ariel, por outro lado, tem uma inocência que parece mais bem algo ensaiado, exagerado, forçado. 
Enfim, é uma história que tem suas falhas e seus acertos, mas no final, resulta ser um bom chick lit, divertido, que traz a tona vários debates morais com um toque de humor e até mesmo de sarcasmo.

Resumindo, ¿Qué pasó cuando se terminaron las perdices? é uma novela romântica que debate temas polêmicos, que fala sobre vidas paralelas, mentiras destapadas e uma sociedade que aparenta ser perfeita enquanto esconde segredos chocantes. Apesar de ser um chick lit leve e engraçado, a novela também faz uma forte critica à falsa moralidade que algumas pessoas vivem e com ironia, sarcasmo e muito humor, Gema consegue debater temas fortes enquanto desmascara as princesas da nossa infância, tornando-as mais reais e mais humanas.  



Resultado de imagen para gema tacónGema Tacón nasceu em Cádiz (Espanha) em 1981. 
Estudou no Liceo Sagrado Corazón. Atualmente é a proprietária de uma cafeteria e livraria chamada 'La Buhardilla'. 
É uma das principais promotoras da cultura em San Fernando.



Web Page Oficial: https://www.facebook.com/g.g.tacon/


Nos Lemos, 


7 comentarios:

  1. Oie Alice =)

    Poxa que pena que a leitura não atingiu suas expectativas.

    Ando tento problemas com as protagonistas também, e quando isso acontece dificilmente consigo me envolver direito com a história. E é super chato quando isso acontece =/

    Espero que tenhamos sorte em nossas próximas leituras rs...

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderEliminar
  2. Oi Alice!

    Caramba agora você me pegou flor! E completamente impossível um livro me atrair quando a protagonista se trata de um personagem desagradável e não consegue conquistar o leitor, o protagonista e fonte de tudo e através dele que vamos nos infiltrar na estória, mas confesso que adorei de verdade a odeia da autora sabe? De crias experiências para Ariel para que ela pudesse ver como é a vida de cada uma :) nunca li nada parecido então adorei! Mas não sei se leria, que pena que não atingiu suas expectativas.

    Beijinhos

    https://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. A proposta do livro é bem interessante, confesso que desde criança o universo Disney nunca me atraiu. Por isso não me vejo lendo esse livro. Parabéns pela resenha! Beijos ♥️

    Novidade no blog!!!
    Click Literário

    ResponderEliminar
  4. Oiii Alice! Como eu amo as suas resenhas *--* eu ainda não conhecia o livro, mas gostei bastante do enredo :D é bem diferente do que estamos acostumados, ver a vida de princesas se tornando pessoas normais da vida real :D te entendo enquando à palavras regionais, realmente é bem chato você ler algo e não entender nada kkk mas por outro lado torna-se bom pelo fato de você acabar descobrindo novos significados! Vou ver se encontro ele por aqui, pois me chamou bastante atenção *--* aaah e eu amo a Merida e a Aurora <3

    *Beijokas -Hellen Barros.

    www.apenasgiz.com.br

    ResponderEliminar
  5. Hey Alice
    ChickLit a la Disney?
    JA QUEROOOO
    que sofrem com a celulite - é nois!
    hummmm esse negocio de ser tipicamente regional em alguns termos... BEM, VEJA BEM....Por ser divertido, acho que iria sem medo de ser feliz hein? <3
    adoro suas resenhas *-*
    Olooco !! Nao curtiu?? que pena >< Espero que de uma chance aos outros irmaos viu... hehe mas bom saber da Loretta e a Sarah, preciso mesmo ler algo delas... :D
    Colin é o que a maioria das garotas curte viu, super curiosa para saber a história dele também ;)
    beijocas
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderEliminar
  6. OOOOOOOOOOOOOOOI

    ai, eu adoro chick lits. Pena que a personagem tão te desceu tão bem assim :(
    as vezes eu vejo os livros que você posta aqui e fico morrendo de curiosidade, porque a boa maioria não circula pelo BR. Ai pra um geminiano ficar curioso é horrivel HAHAHAH

    eu adoro essas histórias, por mais cliche que sejam, de reuniões de escola :B sempre acontecem coisas engraçadas

    beij
    beinghellz.com

    ResponderEliminar
  7. Oi Alice, tudo bem?
    Eu adoro Chic lits, justamente por terem esse ar mais leve e mais engraçado. Geralmente rendem boas risadas e nos fazem sentir bem. Uma pena que este não foi de todo legal pra você. Mesmo assim, se publicarem no Brasil vou querer conferir, pois a premissa é muito interessante, ainda mais envolvendo releituras das princesas.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderEliminar