★★★★
★★★
★★
★★★★★
★★★★
★★★★
★★★★

20 de octubre de 2016

(Review 109) - Morra por Mim

18136886Die for Me
Amy Plum

Libros de Seda / Farol / HarperTeen

1/3  de saga Revenants
384 Páginas
Romance / Fantasia / Juvenil

Para leer en Español, haz click AQUI

Depois que seus pais morrem em um acidente de carro, Kate e sua irmã, Georgia, vão morar com os avós em Paris. Enquanto Georgia encontra na balada a cura para sua tristeza, Kate é mais introspectiva e se recusa a sair e se divertir, até resolver ir para um café com seus livros para tomar um pouco de sol. Ela conhece Vincent, um belo e misterioso garoto parisiense. Ao se relacionar com o menino e descobrir sua história, Kate tem que escolher entre deixar a sua paixão de lado e seguir com a vida em segurança, e assumir seus sentimentos e toda a complicação que seria namorar alguém imortal e com inimigos, e mudar para sempre a sua vida.


Morra por Mim é a primeira parte de uma novela de fantasia que, há meses, me picava a curiosidade. Se trata do debut da autora Amy Plum no mundo literário e meu Deus! É impossível não babar nessa capa linda... Obviamente, a interessante premissa também garante que o leitor se mantenha ansioso para conferir a história.

25706956Em quanto à história... Morra por Mim me deixou com sentimentos contraditórios. Explico melhor:
Amy Plum tem o mérito de haver criado uma história muito singular. Amy nos apresenta aqui os revenants. Os revenants não são homens-lobo, vampiros, anjos e nem nenhum ser da mitologia grega que estamos acostumados encontrar na literatura fantástica. Os revenants são imortais que seguem vivos por uma única missão: salvar vidas.
E cada vez que conseguem salvar uma vida, melhor eles se sentem, seguem jovens e fortes. A necessidade de se sacrificar pelo próximo é essencial para os revenants, indispensável, como o ar que respiramos. Se os revenants resistirem a essa necessidade de sacrificar-se, envelhecem como qualquer ser humano, ou seja, um revenant pode ser eternamente jovem, com tanto que continue a salvar vidas.
Cool, isn´t?

A outra face da moeda também existe... os revenants do mal, mais conhecidos como os Numa, que vivem para matar e causar destruição.
Os dois grupos são inimigos mortais. E o cenário de suas épicas batalhas aqui será a encantadora cidade de Paris.

Meu problema com esse livro foi o romance entre Kate e Vincent, os dois protagonistas. Os personagens me encantaram, de verdade... aliás, o casal em si é bastante agradável, obviamente. Mas... o tal do amor instantâneo... não consigo tragar de jeito nenhum. 
Revenant ou não, o amor instantâneo não me convence em nenhuma história. De fato, na minha opinião, fica forçado, por mais simpático que o casal seja.
Eu gostaria mais se pudesse ter visto toda a aproximação de Kate e Vincent, um sentimento mais pausado, porque isso deixa o romance mais realista.

Bom, não vou repetir a história porque acredito que a sinopse já explica bem direitinho a história em si, de maneira que vou fazer esta review mais diferente das outras e vou ir direto ao ponto, apontando apenas os "in" e os "out" que encontrei no livro.

Além do amor instantâneo que... sorry... não me convence para nada, temos também outra situação que inclusive me lembra muito Crepúsculo, da Stephanie Meyer: a familia sobrenatural do garoto aceita a garota humana assim "de boas", como se fosse um dos seus, sem a menor preocupação de que a garota saiba suas identidades e segredos.
Vamos ver... estamos falando de uma família de seres imortais, que vivem para salvar vidas, tudo na mais profunda clandestinidade. De maneira que, apenas poucos afortunados conhecem esse segredo e os que conhecem já vem de desde gerações, famílias inteiras que foram passando esse segredo como se fosse parte de uma herança... Bom... Então, resulta que aparece Kate. Uma garota americana, que veio do nada e ninguém sabe bem quem é e voilá... em um plis plás a família sobrenatural está praticamente nas nuvens com a nova namorada de Vincent. E daí que ela saiba todos os nossos segredos? Katy do nada já se tornou uma garota de extrema confiança, mesmo que a conheçamos a tão somente um par de dias.

Amor instantâneo, confiança instantânea, cumplicidade instantânea... os sentimentos aqui parece que caminham a velocidade da luz... e não termina por me convencer também.

"Apesar de estar sentada em um barco sobre o Sena, em meio à um milhão de pontos de luz, abraçada ao primeiro garoto que consegui amar de verdade, não podia evitar pensar em nossas possibilidades.
Sorte, normalidade, destino... nada disso parecia estar a nosso lado. Nós dois juntos escapava de todos os pronósticos. A única coisa que eu sabia era que algo bom havia começado. Uma chama havia sido acesa. E o universo inteiro estaria nos observando, para saber se chama iria ser apagada.
Tudo o que podia fazer era respirar fundo. E esperar."

Senti falta também de algo de ação, mais conflitos talvez... Me pareceu que o amor de Kate e Vincent alcança muito protagonismo e a parte sobrenatural que era super interessante, ficou em segundo plano.
Os momentos mais eletrizantes estão, obviamente, reservados para o final e, ainda assim, a conclusão acabou sendo um pouco apressada e até sem graça. Nada para deixar-nos em cólicas esperando pela continuação...

Por ser o debut de Amy Plum, reconheço que ela criou uma ótima história. Vamos... a trilogia é um sucesso indiscutível e já foi traduzida para dezenas de idiomas. A parte sobrenatural é original e interessantíssima. E apesar do amor instantâneo, ainda tenho muita vontade de conferir a continuação, já que os revenants me parecem um tema que ainda tem muito por render.

A novela está narrada em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Kate, e a prosa de Amy Plum é bastante pausada. Em muitos momentos me pareceu que não ia acontecer nada nunca e a leitura se sentia um pouco pesada. Ainda assim, nem sei bem porquê, gostei do livro e quero seguir com a série.
A ambientação está ótima, a autora sempre vai apresentando uma parte importante de Paris e inclusive nos traz vários fatos de sua história... para dizer a verdade achei a escolha de Paris como cenário a melhor escolha que a autora poderia fazer, combinou bastante com a parte sobrenatural... Salvar vidas pela cidade de Paris... diante das luzes do rio Sena e da Torre Eiffel... vamos, é romântico vai... ☺

Resumindo, Morra por Mim foi uma boa leitura, porém, tem seus altos e baixos e não termina por me convencer em alguns tópicos. Gostei de muitas coisas e não curti outras tantas, ainda assim, a parte sobrenatural é tão original que me deixa curiosa à espera de suas continuações... Vamos ver o que a autora nos prepara nas sequências.



Historiadora de arte e autora americana, Amy Plum é conhecida por suas novelas para jovens ambientadas em Paris, onde residiu durante cinco anos. Nascida em Birmingham (Alabama -EEUU), ao longo de sua carreira trabalhou com arte en Nueva York antes de mudar-se a um pequeno vilarejo francês onde se dedica atualmente a literatura.
Web Page Oficial: http://www.amyplumbooks.com/

Twitter: Amy Plum


Nos Lemos...


Beijokas....


11 comentarios:

  1. Eu só fiquei pensando que você leu um livro espanhol g.g e eu querendo saber ler outra língua hahah. Enfim, sua resenha ficou muito boa, mas sou suspeita para falar porque já gostei do livro de cara pela sinopse e pela capa. Adoro livros desse gênero, então já amei logo que li a postagem!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Oi Alice!
    Eu já li esse livro e gostei, adorei o mundo dos revenants. Mas concordo com você que o romance foi instantâneo demais. Espero que goste dos outros livros da trilogia.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  3. Oi
    apesar de algumas coisas, anda curtiu e eu também não engulo fácil não amor que acontece rápido, mas curtiu a leitura e gostei da sua resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice! Nossa, livros que nos fazem ter sentimentos conflitantes são tão difíceis de resenhar! Por isso parabéns pelo texto. Como eu gosto muito de bons romances não vou ler esse agora rsrsrs Mas achei a capa linda!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice
    Faz tempão que eu li este livro, e lembro que que na época não foi uma leitura que me prendeu, talvez tenha sido o momento. Quem sabe um dia eu termine de ler a série.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Oi, Alice!
    Eu queria muito ler esse livro, mas essa de amor instantâneo também não me convence. Mas não posso negar que essas capas são lindas mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderEliminar
  7. Oi, Alice. Eu amei sua resenha e super concordo com você ao pensar que essa coisa de "amor instantâneo" é uma bosta. Desculpe o palavreado, mas fica muito forçado e soa superficial demais. Eu também tento evitar livros com sobrenatural, para mim perdeu a graça há muito tempo!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderEliminar
  8. Oi Alice,
    Acho que esse livro não me chama muito a atenção.
    O amor rápido demais me incomoda demaaaaaais. Ficaria com raiva e iria implicar com muita coisa, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Oi Alice,
    Achei engraçada as capas, uma das modelos ta com mais desenho no vestido que a outra...que loucura.

    Não gosto de romances rápidos, destrói parte de qualquer história.
    Mas amei que se passa em Paris e esses revenants me deixaram curiosa, no caso os malvadões hahaha
    Ótima resenha.

    tenha um ótimo domingo :D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderEliminar
  10. Olá, tudo bom?
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas confesso que me interesso, adoro livros sobre seres sobrenaturais, mas infelizmente quando mistura o romance ele fica muito complicado para mim. Tenho certo preconceito com isso, já que a maioria das história assim foram um verdadeiro desastre, como por exemplo Crepúsculo fjdsnfjds.
    Mas caso eu ganhasse o livro eu leria mesmo assim fdjsnfajsd
    Adorei a resenha.

    Sessão Proibida

    ResponderEliminar
  11. Oi Alice, eu já tinha visto algumas coisas sobre esse livro mais nunca me interessei por ele. Pela sua resenha o livro é muito parado, ou seja, a história demora a engrenar e acontecer realmente. O romance também não me chamou atenção, enfim, só a capa que achei linda. :)

    beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar