★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

3 de octubre de 2016

(Review 104) - Dorothy tem que morrer

Dorothy must to die
Danielle Paige

Roca Editorial / Rocco

Libro 1/4 Saga Dorothy must to die
0.1 Como en Oz en ningun sitio
0.2 La Bruja debe arder
0.3 El retorno del mago
1. ¡Dorothy debe morir!
2. Los Malvados se alzarán 
3. Yellow Brick War 
4 The end of Oz

351 Páginas
Fantasia / Juvenil / Romance

Para leer en Español, haz click AQUI


Primeiro de uma série, Dorothy tem que morrer engrossa um filao de sucesso no mercado editorial, no cinema e na TV: o reconto de clássicos infantis com nova roupagem para jovens. Nesta releitura sombria do clássico de L. Frank Baum, O Mágico de Oz, Amy Gumm é uma nova garota do Kansas que, em meio à um tornado, é enviada à terra de Oz, com a missao de remover o coração do Homem de Lata, roubar o cérebro do Espantalho, tomar a coragem do Leão e destruir a garota dos sapatinhos vermelhos. 
Livro de estréia de Danielle Paige, Dorothy tem que morrer chega ao Brasil depois de figurar na lista dos mais vendidos do The New York Times.

* Esta resenha é parte da Leitura Coletiva organizada por Arual, do blog Obsesión por la Lectura.
Se a precuela No place like Oz já tinha me encantado, posso dizer que Dorothy tem que morrer certamente será meu favorito desse mês, pois fazia tempo que uma fantasia não me deixava tão absolutamente fascinada. Oz nunca mais será a mesma para os leitores de Danielle Paige, pois o universo escuro e corrompido da terra de Oz certamente conseguiu deixar marcas na minha imaginação.

Primeiramente tenho que ressaltar algo que considero imprescindível, que é ler a precuela para entender exatamente certas partes da história, pois é na precuela que a autora nos conta como Dorothy deixou de ser a doce heroína que conhecemos para tornar-se uma vilã psicótica. O fato de haver lido a precuela, me permitiu entender detalhes da história que, do contrário, teria me deixado confusa. Por outro lado, não considero necessário ler o clássico original antes de ler essa saga. Apesar de estar baseada em O Mágico de Oz e realmente apresentar fatos ocorridos no livro original, a autora sempre nos dá uma explicação bastante sucinta e completa sobre os fatos ocorridos, portanto, na minha opinião, a leitura do clássico original não se torna imprescindível para entender a saga, até porque, Danielle Paige acaba tomando seu próprio caminho, nos apresentando uma Oz com personagens, fascinantes e intrigantes.

Amy Gumm é uma garota do Kansas que cresceu escutando a famosa história de O Mágico de Oz. Abandonada pelo pai, Amy vive em um trailer com sua mãe, uma mulher alcoólica, melancólica e egoísta. Tudo o que Amy gostaria era poder desaparecer, e começar uma nova vida, longe dos seus colegas de escola que a atormentam, longe de sua mãe problemática e longe de toda a tristeza que é sua vida. Quando um tornado chega à sua cidade, Amy está sozinha no trailer, sem ter aonde se esconder, tendo como única companhia a mascote de sua mãe, uma ratinha. Quando o  trailer de Amy é arrastado pelo tornado, ela está certa de que chegou ao fim de sua solitária vida. Porém, quando o tornado termina e Amy percebe que ainda está viva, ela tem certeza de que só pode tratar-se de um milagre. E a surpresa se faz maior quando Amy se dá conta de que ela não está mais no Kansas, mas em um lugar de diferente, com uma estrada de famosos tijolinhos amarelos e criaturas mágicas que ela sequer poderia imaginar que fossem realmente reais. Amy foi tragada para o mundo de Oz, da mesma maneira que Dorothy anteriormente. Mas quem trouve Amy à Oz? E porque Amy foi enviada à Oz?

Desde o primeiro momento, Amy se dá conta de uma coisa. Oz não é mais o mesmo lugar que imaginava através das histórias infantis. Oz é triste, sombria e sem esperança e a razão de tudo isso é apenas uma: a nova princesa de Oz, a mimada e perversa Dorothy.

Quando os caminhos de Amy se cruzam com os caminhos da Revolucionária Ordem dos Malvados, Amy não encontra outra opção a não ser unir-se às bruxas, ser treinada por elas para aprender a lutar e usar a magia, e cumprir com a missão que lhe foi dada pela Ordem: Dorothy, a cruel e arrogante princesa de Oz, tem que morrer.


"—Bem vinda ao lar, querida.
—Ao lar?
Aquela palavra me sobressaltou. Quando a repeti, ficou atravessada no meu pescoço. Não tinha nem idéia de onde estava, mas tinha certeza que certamente estava o mais longe do «lar» quanto se poderia estar. E, mesmo assim…

—Sim, eu sei que você está bem longe de Kansas. Mas «lar» pode ser muitas coisas. E você tem razão. Você «está» sozinha. Todos nós estamos. E isso é algo que temos que aprender, antes ou depois. No entanto, se você tem que estar sozinha, não preferiria estar sozinha entre amigos?."

Amy Gumm foi um personagem que me fascinou. Amy é muito humana, ela se sente perdida e não sabe em quem confiar em uma terra desconhecida, porém, ela é valente e em nenhum momento se vitimiza ou retrocede como personagem. Amy se questiona bastante, ela tem uma missão muito importante e embora tenha se preparado para isso, todo o tempo ela se pergunta se será realmente capaz de levar à cabo essa missão. Isso permite que a personagem seja mais crível, ao ter dúvidas e muitas vezes equivocar-se, Amy se torna mais próxima do leitor e fica mais fácil simpatizar com a personagem

Resultado de imagen para dorothy gale tumblr gifAlém de Amy teremos muitos outros personagens que, desde o início oferecem uma informação nova e acrescentam algo à trama. Entre os personagens dessa primeira parte se destacam a Revolucionária Ordem dos Malvados e seus membros, magos e bruxas assumidamente malvados que estão em guerra contra Dorothy e seus amigos. Cabe dizer mais uma vez que, aqui, Dorothy e seus amigos tampoco são o lado bom. O Homem de Lata, o Espantalho e o Leão, assim como Dorothy, adquiriram uma personalidade bastante sinistra.

Durante diversos momentos é fácil dar-se conta de que nesse novo mundo de Oz não existe mais o bem e o mal, todos estão mesclados, alternando entre bem e mal à todo o instante, entre o correto e o incorreto à se fazer. Os vilões e os bonzinhos são passado agora em Oz.

A ambientação de Oz me deixou alucinada. A autora sabe como envolver o leitor na história e nos oferece descrições convincentes e interessantes sem em nenhum momento tornar-se repetitiva ou  cansativa.

A narrativa em primeira pessoa, sob o ponto de vista da própria Amy Gumm é mais um ponto que permite ao leitor sentir-se próximo dessa protagonista tão peculiar.

Embora seja a primeira parte da saga e, portanto, introdutória, em nenhum momento a história se torna pausada. A ação e as constantes reviravoltas presentes na trama conseguem manter o leitor pegado às suas páginas.

Resumindo, Dorothy tem que morrer é um princípio de saga absolutamente fascinante e original, que nos remete à um mundo de Oz completamente distinto do clássico original, com personagens já conhecidos, porém, totalmente reformulados com um toque muito mais macabro do que se poderia imaginar em um primeiro momento e com uma trama envolvente que conseguiu deixar-me com as expectativas bem altas, à espera de sua continuação. 


Também participaram dessa Leitura Coletiva:





Resultado de imagen para danielle page authorDanielle Paige é formada pela Universidade de Columbia e também é a autora da série "Dorothy deve morrer" (Dorothy must to die). Antes de começar na literatura juvenil, Danielle trabalhou na indústria televisiva, onde recibeu um prêmio Writers Guild of America Award. Danielle também já foi indicada à outros prêmios como o Daytime Emmys. Atualmente, a autora vive na cidade de Nova York.
Web Page Oficial: http://daniellepaigebooks.com/

Twitter: Danielle Paige


Beijokas...

Nos Lemos...


15 comentarios:

  1. Eu não gosto de ler livros sombrios de suspense, terror e etc. Mas apesar disso. eu achei o enredo muito interessante e a capa é muio bonita.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2016/10/lancamentos-outubro-editora-novo.html

    ResponderEliminar
  2. Oi Alice, tudo bem?
    Amei a sua resenha! Por mais que não seja um gênero que leio muito, me interessei bastante e espero ler no futuro.
    Beijo*
    https://umminutoumlivro.blogspot.com.br/
    https://sonhoscriveis.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Oie
    Uau, eu li a outra resenha e este só me fizeram ficar mais curiosa para conhecer esta história, que pode parecer bizarro eu nunca li e nem conheço muito sobre. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice!
    Esse livro parece ser ótimo! Adoro a história do Mágico de Oz e tudo relacionado.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  5. Olá, Alice.
    Eu amei essa capa e me interessei pelo livro só por ela hehe. Não conheço a história original, só de ver em alguns lugares como Once Upon A Time, mas a original mesmo não conheço. Mas me interessei bastante por essa. Só não gostei de ser série hehe. E até esperar lançar tudo hehe.


    Blog Prefácio

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro Oz, tanto o livro quanto o musical para mim são ícones da infância e do sonho de um mundo colorido além do cinza. Achei demais essa ideia de voltar a Oz de rever a história e descobri um outro aspecto. Adoro personagens femininas valentes, humanas e que vão desbravando os caminhos e esse novo mundo de Oz é mais próximo da realidade da vida na qual ninguém é uma coisa só?. Fique com vontade de me lançar nessa série.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  7. Oi Alice! Oz é fascinante e ver esta série trazendo este universo com uma abordagem diferente é ótimo. Sua resenha me deixou com as expectativas lá em cima, espero gostar.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  8. Oi, Alice!
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro. Se antes já queria ler, depois da sua, vou dar uma subida nele na lista de leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderEliminar
  9. Oi Alice! Acho que li a resenha da versão espanhola aqui no seu blog rsrsrs, e agora, lendo a minha versão, me sinto mais segura em dizer que vou ler esse livro. Eu amo essa pegada sombria e de suspense que o enredo sugere.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Oi, Alice.
    Narrativa que deixa o leitor mais próximo do personagem é o que há de perfeito.
    Adorei a resenha.

    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderEliminar
  11. Oi, Alice!
    A narrativa parece ser encantadora, cada vez fico mais interessada em conhecer a história *_*
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Que tapada eu sou, já tinha visto esse livro, mas nem sabia que era sobre Oz! Também não sou ligada nesse mundo, mas achei super legal não ser necessária a leitura do livro original para a compreensão desse, acho que incentiva bastante a leitura pra quem queira se aventurar direto nesse. Sua resenha ficou maravilhosa!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. Oiii

    O Mágico de Oz sempre foi uma das minhas histórias infantis favoritas da vida, eu adoro este misto de medo e fascínio que a história me causa. Leio tudo o que lembra a trama. Sem dúvida anotei esta esta dica!

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  14. Oi
    eu acho interessantes releituras, esses tempos li dois de uma série que é releitura da Alice.
    Já tinha visto resenhas deles e achei interessante, mas é tanto livo que quero ler que nem sei quando vou poder ler esse. ]que bom que gostou e eu curti a resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderEliminar
  15. Oi Alice, tudo bem?
    Amo releituras, e essa de O Mágico de Oz parece ser muito interessante! Adorei essa inversão de papéis, a Dorothy do mal haha. Não sei quando poderei ler, mas com certeza vai para a lista!

    Beijos,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br
    Participe do SORTEIO DE 1 ANO do Blog!

    ResponderEliminar