26 de mayo de 2016

(Review 78) - El Elixir

29479656El Elixir
Cecilia Hahn

Autopublicado
Libro 1/3 Saga Crónicas de Limbo
277 Páginas
Fantasia / Romance / Juvenil

Para leer en Español, haz click AQUI

Un objeto misterioso y codiciado.
Una ladrona .
La combinación perfecta... a menos que te atrapen.


La vida de ladrona profesional de Evangeline Morgan cambia en el momento en que es atrapada con las manos en la masa y no le queda más remedio que negociar su libertad trabajando para una organización llamada Agencia Limbo, donde sus miembros tienen origenes muy particulares. A partir de entonces su percepción del mundo cambiará para siempre. ¿Hasta que punto es ajena a esta realidad?
No sólo se verá envuelta en intrigas politicas y magia arcana, sino que descubrirá que la relación entre ella, el enigmático objeto y el hombre que lo codicia es más estrecha de lo que hubiera imaginado.
Solitaria y poco sociable, Evangeline debe aceptar a regañadientes al agente Owens vigilándola constantemente. Por el bien de su misión no le quedará más remedio que soportarlo, terminar su trabajo y luchar contra lo que pueda nacer entre ellos.
Fuerzas sobrenaturales, una  presencia amenazante y sus proprias complicadas histórias se encargarán de unirlos o separarlos para siempre.



* Muchas gracias a la autora por el envio de un ejemplar.

Evangeline é uma ladra que sempre teve muita sorte e bastante habilidade para se esquivar de todos os que a perseguem, incluindo a polícia de vários países. 
Uma garota solitária, que muito cedo perdeu seus pais em um acidente e que foi criada pelo seu misterioso avô, Percival Morgan, que a ensinou a ser silenciosa como um gato e a defender-se de qualquer perigo, além de, obviamente, ensinar à ela todos os truques para ser uma boa ladra. 
Desde muitos anos, Eva e o avô cortaram relações e após ter sua confiança traída por um ex namorado, Eva decidiu manter-se à margem do mundo, vivendo solitária em seus roubos, sem aceitar amigos, parceiros ou companheiros em sua vida.

Quando Eva é contratada para roubar uma misteriosa e bem vigiada caixa contendo em seu interior um misterioso líquido verde chamado O Elixir, ela nunca imagina que seus dias de ladra invisível chegaram ao fim. Naquela mesma noite, Eva é surpreendida por alguém todavia mais astuto do que ela, o arqueiro Finrod. 

Ao princípio Finrod tem como missão apenas convencer Eva à levá-lo até a pessoa que contratou seus serviços, o mandante do roubo. Tendo que escolher entre entregar o mandante do roubo ou ser ela mesma entregue à policia para passar seus dias na prisão, Eva decide optar pela primeira alternativa e aceita ajudar Finrod e a misteriosa organização para a qual ele trabalha, Limbo, a atrapar o mandante do roubo.

Quando uma reviravolta faz tudo sair além do planejado, Finrod se dá conta que Eva é muito mais do que uma mera ladra. Ela é também parte deste intrincado quebra cabeças que coloca em risco o mundo e também outros mundos, até então desconhecidos por Eva.

Eva, por sua vez, é atormentada por misteriosas visões e sonhos, em que se vê no corpo de uma outra pessoa, uma outra jovem de séculos atrás, Morgan La Fey, alguém capaz de albergar pura maldade por trás de uma imagem de magnetismo e beleza. 

Qual é a ligação entre Eva e Morgan? Porque Eva é portadora de uma misteriosa relíquia herdada de seus antepassados que representa muito mais do que um simples símbolo de família?

Se quiser sobreviver, Eva deverá colaborar com a Limbo e aceitar confiar em Finrod, o único que parece entendê-la e o único com poder de fazê-la baixar suas firmes defesas.

É neste cenário fantástico que mistura fadas, bruxas e astrologia, que a autora argentina Cecilia Hahn nos adentra em El Elixir, a primeira parte da série Crónicas de Limbo.


" En ese momento Finrod levantó la vista y le clavó su mirada de zafiro. Eva vio muchas cosas ahí, eran ojos jóvenes y a la vez antiguos, ojos que habian visto cosas bellas pero también terribles, y aun así no habian perdido el brillo de la esperanza.
 Bajó la vista, avergonzada.

Perdóname... por el golpe, me extralimité.

No hay problema, los he tenido peores - Sus labios se curvaron en una sonrisa.

No... creo que tienes razón, me comporté como una cobarde, debe ser que no estoy hecha para estas cosas, quizás es como dices, me acostumbré demasiado a la relativa seguridad de mi vida que no supe reaccionar.

- Lo entiendo, creéme. Nunca sabrás cual será tu reacción hasta que te enfrentes a la situación real, cuando la prueba se presenta de imprevisto es el instinto el que sale a flote: tienes que estar muy entrenada para saber cómo actuar. Sin embargo, no siempre necesitas eso, sino sólo confiar más en las personas. Como te dije, a veces es bueno tener alguien en quien apoyarte. "


Ao princípio, devo dizer que leitura começou um pouco confusa. O ritmo é bastante ágil e muitos personagens vão entrando e saindo ao passo de cada capítulo. Apesar de ser um ponto positivo, em alguns momentos se torna confuso, e me custava entender quem era quem. Há alguns personagens que começam sendo chamados por seu primeiro nome para, alguns capítulos depois serem chamados por seu segundo nome, como por exemplo o personagem de Aramís Jones que em alguns momentos é chamado de Aramís e em outros de Jones. Ao princípio me custava assimilar que ambos eram a mesma pessoa, há momentos em que os personagens parecem ser pessoas distintas e isso foi um pouco dificil, até eu realmente mergulhar na historia e conhecer melhor os personagens.

Realmente, a prosa de Cecilia Hahn me encantou. A autora já começa a novela com um ritmo bastante ágil e sem enrolações. Me alegra porque, apesar de ser uma saga, em nenhum momento o ritmo decai. Por ser um livro introdutório, a autora consegue nos manter pegados à história, e de maneira pausada e sem agonia soube trazer-nos um romance bastante doce e cheio de percalços, um romance que consegue convencer com personagens bastante críveis e originais.

Evangeline Morgan é a protagonista feminina. Uma garota muito valente, que não foge do perigo e de mente bastante aberta. Quando sua vida dá um giro bastante radical, Eva consegue ainda assim manter sua mente no lugar e em muitos momentos me apeguei à esse personagem. Nesta primeira parte, apesar de ser desconfiada e até exageradamente teimosa, Eva me conquistou por ser independente, ela não está para agradar ninguém ou tentar ser perfeita, em alguns momentos inclusive ela não se importa em ser bem desagradável. Eu realmente espero que a autora mantenha essa personalidade livre e temperamental de Eva, e não a transforme em mais uma garotinha apaixonada e sonhadora como vemos em outras fantasias.

Finrod é meio elfo, meio humano. Criado por seu pai, seu grande sonho é poder um dia reabrir o portal que conduz à seu verdadeiro lar, junto à sua mãe e seu avô. Apesar de ser um lutador e arqueiro habilidoso, Finrod é um tipo que ainda mantém o sarcasmo, o humor e a lealdade como características principais. É um personagem muito centrado, que possuí idéias firmes e um caráter bastante íntegro, que termina por conquistar o leitor.

Además de Finrod e Eva, teremos muitos outros personagens que trazem uma agilidade incrivel à trama, não deixando o ritmo decair. Muitos foram os que me chamaram a atenção, porém, creio que ao fim e ao cabo, Dante, Lucas, Aramis e Suresh terminam por ter um brilho próprio que os destaca. Dante certamente merece uma menção especial e acredito que deste personagem ainda teremos bastante surpresas.

O livro está todo narrado em terceira pessoa, temos aqui um narrador onipresente, que conhece todos os fatos e o destino de todos os personagens, seus pensamentos, idéias e sentimentos. Nesta história, achei uma grande vantagem pois há muitos personagens que despertam a curiosidade do leitor e apenas esse tipo de narração consegue trazer-nos as informações necessárias para conhecer à fundo cada um, oferecendo um panorama geral de todos.

Por ser um livro introdutório, muitos conflitos e mistérios surgem para serem respondidos em seus próximos tomos e posso dizer a autora realmente conseguiu me surpreender e me deixou satisfeita, esperando ansiosa por sua continuação.

O final é bastante aberto, com muitas reviravoltas em suas últimas páginas e surpresas que instigam o leitor a criar as suas próprias teorias. 

Como já disse, a pluma de Cecilia Hahn me prendeu desde o principio. Cecilia escreve com segurança, é firme em sua história e em nenhum momento comete erros ou defrauda o leitor com algum giro desnecessário. Certamente a autora soube criar uma trama viciante, original e com muitas pontas soltas ainda para surpreender-nos em seus próximos volumes.


_________________________________________

Resumindo, El Elixir, a primeira parte de Crónicas del Limbo, foi uma boa surpresa que me manteve pegada ás suas páginas desde o princípio até o final. Com uma narrativa empolgante, consegue segurar o interesse do leitor e a autora consegue nos presentear com uma trama alucinante e intensa que não decai em nenhum momento. Um sopro de ar fresco em um gênero que se encontra bastante saturado pelos mesmos clichês de sempre.
Com personagens originais, interessantes e misteriosos, Las Cronicas de Limbo é uma série que espero com entusiasmo a sua continuação.
_________________________________________


Cecilia Hahn nasceu em Buenos Aires porém cresceu em Mar del Plata, uma cidade na costa argentina. Alí, estudou e se formou como Engenheira Eletrônica, e logo depois retornou á sua ciade natal. Desde pequena a leitura tem sido uma da smaiores influências de sua vida e com o tempo surgiu o desejo de escrever. Poemas, contos, historinhas, tudo era feito como se fosse apenas uma brincadeira. Há alguns anos escreveu um conto infantil "El Collar de los Lobos" que ganhou uma menção especial em um concurso chamado "Hagamos del mundo la mejor historia" e foi publicado em um livro com o mesmo nome. Desde então decidiu dedicar-se a escrever e El Elixir sai à luz como a sua primeira novela.


Twitter: Cecilia Hahn


Nos Lemos...

Beijinhos


11 comentarios:

  1. Oi, Alice!
    Curti a premissa. Faz tempo que não leio algo que envolva ladrões e máfia hahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  2. Apesar de eu não ser muito fã de livros de fantasia, esta premissa me chamou bastante a atenção pois, parece ser eletrizante do início ao fim, não sei se é, foi a impressão que me passou... Pena talvez seja o final aberto, eu gosto de livros com início, meio e fim. Acho que se o tivesse em mãos, leria sim.

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Ooi! Gostei da premissa desse livro, mas acho que ele só tem em espanhol né? :(
    O ruim é o final ficar em aberto, mesmo com as sequencias ainda é algo que deixa o leitor de cabelos em pé kk

    Beijos
    Estilhaçando Livros
    Tem sorteio no Cantar em Verso valendo box dos Jogos Vorazes.

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice!! Eu adoro fantasias, então fiquei muito interessada pela obra. Fiz três anos de espanhol, mas faz uns 8 que não treino nada do idioma rsrs. Estou pensando em pegar um livro para ler na linguagem. É a melhor maneira de treinar rsrs.
    Beeijos, amei a resenha.
    http://lua-literaria.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice,
    Adoro fantasias então nem preciso dizer que adorei a premissa desse livro. ele tem um ar de mistério que me deixou muito curiosa.
    Queria muito que tivesse em português Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderEliminar
  6. Oi Alice!
    Não conhecia o livro, mas já gostei! Pena que não sei espanhol muito bem, então fico na torcida para ele ser publicado em português.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  7. Olá, Alice!
    Sou apaixonada por fantasia e esse livro chamou bastante minha atenção. A estória parece ser incrível e muito interessante. Adorei a sua resenha! Já desejo ler o livro haha
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.com.br

    ResponderEliminar
  8. Oi Alice! Não conhecia o livro, nem a autora, e achei a premissa ótima. Muita ação pelo visto. Tomara que sela lançado por aqui.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  9. Oie Alice =)

    A premissa desse livro deixa todo bom fã de literatura fantástica como eu curioso. Espero que ele seja lançado por aqui. Sobre a série Splintered, Qualquer Outro Lugar é o ultimo livro da série sim. Untamed ou como é no espanhol Salvajes é uma compilação de contos da série ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Oiii Ane!

      AInda bem que então a trilogia está finalizada, fiquei confusa se a autora iria estender a série e já estava até desanimando... Quero completar a trilogia pra ler tudo de uma vez, amo esses retellings, principalmente se for de Alice no Pais das Maravilhas

      Beijos

      Eliminar
  10. Tenho muita dificuldade para me acostumar com novos personagens, principalmente se é um livro com muitos ou com nomes complicados, com certeza teria problemas para pegar o ritmo da história por isso, mas achei a premissa tão interessante que com certeza teria o livro na estante. Ele está disponível no Brasil?

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderEliminar