★★★★
★★★
★★
★★★★★
★★★★
★★★★
★★★★

2 de mayo de 2016

(Review 72) - Entre a Culpa e o Desejo

27834700One Good Earl deserves a Lover
Sarah MacLean

Avon / Versátil / TopSeller / Gutenberg
Libro 2/4 Saga The Rules of Scoundrels
407 Páginas
Histórico / Romance 

Para leer en Español, haz click AQUI

Seu próximo experimento científico? Entregar-se à um canalha!


Lady Phillipa Marbury não é como as jovens de sua época. A brilhante filha do marquês de Needham e Dolby se preocupa mais com seus livros e experimentos do que com vestidos e bailes. Para ela, um laboratório é muito mais atraente do que uma proposta de casamento, e é por isso que, ao ser prometida a um noivo com quem não tem nada em comum, Pippa tem apenas duas semanas para empreender seu último experimento: descobrir todos os prazeres e todas as delícias da vida antes de passar o resto de seus dias ao lado de alguém que mal a conhece.

Como boa cientista que é, Pippa investiga a vida do homem que parece ser a cobaia ideal para realizar suas experiências: Sr. Cross, o atraente sócio do cassino mais famoso e cobiçado de Londres, um libertino cuja má-fama foi cuidadosamente construída sobre o vício e a devassidão. Um canalha perfeito para explorar suas fantasias e satisfazer sua curiosidade sem manchar a sua reputação de moça de família.

Mas o que Pippa não sabe é que, por baixo das aparências, Cross esconde segredos obscuros e que, ao receber a proposta da garota, ele está diante de uma oferta que pode destruir tudo aquilo que durante anos ele se esforçou para proteger.

Terrivelmente tentado a se envolver nessa aventura que promete o mais puro prazer sem qualquer emoção, tudo o que Cross deseja é dar a Pippa exatamente o que ela quer, mas ele sabe que ninguém sai ileso do caminho da satisfação e, assim, Cross terá de usar cada miligrama de sua força de vontade para não perder o controle e resistir à tentação de entregar à jovem muito mais do que ela ousa imaginar.




Não sou muito de ler livros românticos históricos. Para dizer a verdade, quando penso na eterna heroína romântica, suspirando e choramingando pelos cantos por causa de seu grande amor, na grande maioria das vezes um "herói" cheio de imperfeições, com um passado ou um segredo misterioso para justificar o fato de agir como um idiota... puff, isso realmente me enjoa em umas poucas páginas.
É por isso que nunca começo com demasiadas expectativas um livro romântico, seja ele histórico ou não. Uma das minhas exceções é Sarah MacLean que me encantou com a primeira parte de sua saga, Entre o Amor e a Vingança, e agora volta com Entre a culpa e o Desejo, trazendo-nos a história da magnética Pippa Marbury (a melhor protagonista histórica que pude ler até aqui).
Faz tempo que eu sentia falta de uma heroína diferente. E mais ainda me alegra encontrá-la em um romance histórico.
Eu nunca me senti tão identificada, tão conectada como me senti com a personagem de Phillipa. 

Phillipa Marbury é a irmã de Penelope, a protagonista de Entre o Amor e a Vingança. Enquanto Pen é a típica heroína de romances, sonhadora, à espera de um princípe encantado, de uma vida de contos de fada, a mulher desprezada pela sociedade que encontra sua última chance de redenção justamente em um homem frio e distante, indigno como era Michael Bourne, Phillipa é o oposto de tudo isso.
Phillipa é uma garota científica, que procura nos estudos, na ciência, nas pesquisas, as explicações necessárias para tudo. Phillipa trocaria facilmente o salão de baile pela companhia de um bom livro. Phillipa não se importa com as costureiras talentosas que fazem maravilhosos vestidos, mas sim com as últimas descobertas da ciência. Phillipa é rara, principalmente para a sua época. E o fato de ser rara, a faz apaixonante...!
Pippa, apelido carinhoso para Phillipa, simplesmente não acredita no amor. Não há explicação cientifica para o amor, e isso para Pippa é a comprovação de que este sentimento é apenas uma mera bobeira reservada à sonhadores. 
Pippa tampoco crê que seja necessário casar-se por amor. Oh não! Lord Castleton gosta de cachorros, é bondoso e respeita a sua ciência, deixará que ela tenha seu laboratório de estudos e está disposto à deixá-la inclusive gerenciar os negócios. Pippa não precisa de suspiros, de beijos roubados, daquela sensação de borboletas no estômago. Ou ela achava que não precisava... até procurar por sua ruína, que atende pelo nome de Cross, o sócio de Bourne no The Fallen Angel.  

Cross é um homem inteligente. Apesar de viver sua vida de excessos, apesar de sua fama de mulherengo implacável e conquistador inveterado, Cross possuí um segredo, um passado de remorsos e desprezo que o marcou para sempre e o introduziu à uma espécie de penitência eterna. 

Assustada perante à possibilidade de não saber como agir na vida conjugal, Phillipa decide se lançar em um estranho experimento. Ela propõem à Cross ser o seu parceiro e professor, ensinando-a todas as regras no leito conjugal, desde como seduzir ao marido até coisas mais ousadas. 
O problema é quando Cross começa a se encantar pela personalidade vibrante de Phillipa. E Phillipa começa a descobrir que o coração pode não ser apenas sangue e músculos, mas também sentimentos, algo que ela não acreditava que realmente pudesse passar.

Phillipa e Cross conseguiram ser o casal que mais me convenceu em romances. Eu realmente disfrutei cada página lendo e conhecendo mais de suas histórias e personalidades. O romance entre eles é tão diferente de tudo oque eu havia lido, tão fresco, original, envolvente, apaixonante, que, ao terminar o livro, eu me encontrei sentindo saudades destes personagens. Se trata de um casal feito sob medida, diferente dos típicos pares históricos porém, sem ser exageradamente raros. Phillipa e Cross juntos possuem uma química, uma faísca nítida, desde o princípio. E as atitudes de Phillipa, completamente às avessas de tudo o que se poderia se esperar de uma mocinha do século XIX foram como um sopro de ar fresco.




23286608

"Milord, temo que esteja apaixonada, de maneira absolutamente inesperada e não demasiadamente feliz, por outro homem. "




Phillipa é inteligente, bem humorada, culta, bonita, charmosa e sabe como se defender sem ser demasiado arrogante, convencida ou petulante. 
Cross é um sem vergonha, conhecedor da vida boêmia, astuto, bom com números e mulheres. 

Mas ambos, Phillipa e Cross, são mais do que isso. E conseguem ganhar o coração do leitor entre as páginas de sua história. 


Temos personagens secundários, como Olivia, Temple, Chase, Bourne, Penelope... porém, o brilho único do casal principal termina por ofuscar qualquer outro personagem. 
Fica aqui uma menção especial à Castleton, o prometido de Phillipa, que se revelou um homem íntegro, bondoso, que ao final da leitura eu apenas poderia pensar como este personagem merece talvez até um livro só seu, com a sua história, ainda que de repente seja só um pequeno conto...

Enfim, se o primeiro livro me convenceu à seguir lendo imediatamente a sequência desta série, posso dizer que este segundo livro me convenceu à ler qualquer coisa que Sarah MacLean escreva! 
Sarah MacLean para mim se tornou um porto seguro, a aposta perfeita de quando preciso ler algo e ter certeza de que passarei momentos ótimos enquanto disfruto algo novo e divertido.

Leiam, leiam, leiam. Ainda que o primeiro livro pareça um pouco mais do mesmo de sempre com a eterna mocinha que suspira pelo homem obscuro, garanto que a sequência, com os inesquecíveis Cross e Pippa podem redimir qualquer erro do livro anterior. 

Em suma, Sarah MacLean conseguiu trazer-nos um romance fresco, divertido, original, mágico e ao mesmo tempo diferente de tudo que eu havia lido dentro do gênero histórico. Uma novela que se lê em uma sentada, com uma divertida protagonista que deixa qualquer garota com óculos bastante orgulhosa.






Sarah MacLean cresceu em Rhode Island, obcecada com as novela românticas históricas e lamentando o fato de haver nascido há muito tempo depois de poder participar de um baile com seus pretendentes. Seu amor pela historia a impulsionou a licenciar-se no Smith College e depois em Harvard University, antes de decidir-se, por fim, juntar papel e caneta e escrever a sua primeira novela. 

Sarah vive agora na cidade de New York com seu marido, seu bebê, seu cachorrinho e uma impressionante coleção de novelas românticas. 

Web Page Oficial: http://www.sarahmaclean.net/



Twitter: Sarah MacLean


Nos Lemos...

Beijokas!


8 comentarios:

  1. Oi, Alice!
    Eu ainda vou ler essa série da Sarah. Eu estou Nove Regras a Quebrar Antes de Se Apaixonar e estou gostando muito.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  2. Oi, Alice!
    Eu sou fãzona de romance de época, ENTÃO ME JOGO!
    Hahahaha.
    Gosto da perspectiva de esperar um final feliz.
    Apesar de já ter livro vários, nunca li da Sarah MacLean, mas já anotei aqui para não deixar passar.
    Sinto que vou me apaixonar por Cross... Só sinto, haha.
    E a Pippa já gostei dela só pela resenha. Não gosto de muito mimimi, não.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderEliminar
  3. Oi Alice!
    Gosto muito de romance de época, mas ainda não li nenhum livro da Sarah. Vontade não falta!

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderEliminar
  4. Oi, Alice!
    Primeira vez te visitando. =)
    Gostei da descrição da protagonista. Nunca li romance histórico, mas esse pareceu bacana.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice, sua linda, tudo bem?
    Amei sua resenha!!!! Fiquei aqui tentando imaginar a cena dela o procurando e fazendo essa proposta, mas com o cunho totalmente científico. Tentei vislumbrar a reação dele, risos... O que mais gostei, foi que ela irá cientificamente comprovar que o amor existe através de uma experiência. Eu sou fã de romances épicos, mas todo mundo está comentando que a autora Sarah MacLean é muito especial, no meio de tantas séries do gênero. Não vejo a hora de ler!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Olá, Alice! Adorei a resenha! Adoro livros de época :) Não conhecia a obra e fiquei bastante curiosa para ler!
    Beijos,
    Luana Agra - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Oi, Alice! Tudo bem? Olha, infelizmente não sou muito fã de romances históricos... Não me desce, sabe? :S Mas fico muito feliz em saber que você curtiu a obra! :)

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Oi, Alice! Eu AMO livros históricos. Sou uma fã nata e venho me apegando a vários títulos ultimamente, sou bem clichê e gosto muito do romance previsível das histórias. Eu estou louca para ler outro livro da Sarah, ainda não li essa mas comecei Os números do amor. Falando nisso, essa história parece com a da Patricia Cabot, Aprendendo a Seduzir, a diferença é o enredo como um todo. Adorei a resenha e espero que você continue gostando da narrativa da Sarah, que é realmente divina. Beijo.
    O Reino Encantado de uma Leitora

    ResponderEliminar