★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

27 de abril de 2016

(Review 71) - A Irmandade Perdida

26170895The Lost Sisterhood
Anne Fortier

Ballantine Books / Random House / Arqueiro
Livro Autoconclusivo
528 Páginas
Romance / Intriga / Historico
Goodreads /Amazon / 
BookDepository / Skoob


Para leer en Español, haz click AQUI


Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando a sua excêntrica avó alegou ser uma amazona - e desapareceu sem deixar vestígios.


No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém, ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto.

Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a descifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heróica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos. 

Seguindo o rastro dessas guerreiras, Nick e Diana se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito - algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas.

Entrelaçando passado e presente, e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Tróia, A Irmandade Perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.


* Esta resenha é a segunda do reto Divergente, na categoria Erudição (um livro em que o personagem seja estudioso, leitor ou bastante inteligente).  

Anne Fortier conseguiu mais uma vez!
Eu amo encontrar autores diferentes, capazes de me emocionar com histórias únicas, transportar-me para lugares desconhecidos, ensinar-me sobre povos e culturas milenares enquanto suspiro com uma tremenda história de amor e suspense. Lady Fortier tem todos esses ingredientes em suas maravilhosas histórias.

Desta vez, Anne nos remete à antiga Tróia na Turquia, à uma Argélia inexplorada de milênios antes de Cristo, à uma poderosa e violenta Grécia antiga e à todo misticismo em torno de religiões que hoje apenas conhecemos por relatos de antigos historiadores.

A Irmandade Perdida é um livro narrado em terceira pessoa com capítulos intercalados entre a atualidade e o passado, há milênios atrás. 

Diana Morgan é uma filóloga, uma inteligente garota de Oxford, expert em línguas e códigos antigos. Além de ser expert em desvendar antigos idiomas, Diana possuí uma paixão e obsessão - as guerreiras amazonas. Tal paixão iniciou-se ainda na infância, quando a sua misteriosa avó, Kara, mudou-se para o sótão de sua casa. Ali, Kara ensinou à pequena Diana alguns segredos das misteriosas e livres amazonas e logo depois simplesmente partiu, sem deixar nenhum rastro. 
Agora, anos depois, Diana encontra um caderno deixado por sua avó. Neste caderno, Diana descobre o antigo alfabeto das milenares amazonas. Seria sua avó Kara uma amazona moderna? Como ela aprendeu um alfabeto de uma linguagem esquecida à milênios?

Diana tem a oportunidade de colocar à prova o caderno de sua avó quando um misterioso templo é descoberto nos desertos do Saara, na região entre a Tunísia e a Argélia. Ali, uma misteriosa inscrição intriga os arqueólogos e Diana é chamada para desvendar o mistério. Com a ajuda do caderno da avó, Diana consegue em poucas horas desvendar o enigma porém, este enigma leva à outro ainda maior: As amazonas foram uma lenda ou foram reais? Qual é a sua história? Existe um tesouro perdido das amazonas?

Enquanto Diana, ao lado do charmoso Nick Barrán, partem em uma aventura sem fronteiras em busca da verdade sobre as amazonas, o leitor é remetido ao passado. Conheceremos assim Mirina, a primeira amazona, e sua história trágica de amor, lutas e perdas. 

Após perder o pai e depois a mãe, Mirina tem como única família a sua irmã, Lili. Juntas, elas cruzam o deserto em busca do templo da Deusa. Ali, Mirina acredita que sua irmã, que ficou cega depois de uma febre, pode encontrar a cura por um milagre da deusa. Porém, quando Lili é brutalmente separada de Mirina, sendo levada como escrava para a antiga Grécia, Mirina parte em seu resgate. Nesta jornada, o charmoso Páris, princípe da antiga cidade de Tróia, cruzará o seu caminho para ensinar o poder do amor para a jovem amazona. 




20958605

"Eu já havia utilizado aquele mantra várias vezes antes de uma prova importante ou uma disputa de esgrima,  mas nunca me deu a força que me deu essa noite, enquanto corria pelo labirinto. Foi para este momento que minha avó me preparou: não para os simples desafios da vida moderna, mas para esses momentos cruciais, quando estamos presos nas redes do destino e os verdadeiros monstros aparecem".






À princípio, pode parecer uma história comum, talvez para muitos sequer chame a atenção. Quem se interessa pelo mito das antigas amazonas, afinal? Porém, conforme as páginas avançam é impossível não ser tragado pela escrita poética e delicada da autora, é impossível não adentrar-se nesta história mágica de segredos e civilizações perdidas. 

O livro de Anne Fortier engancha de verdade, muito mais do que Julieta me havia enganchado (e olha só que eu até que gostei bastante de Julieta). 
Anne sabe mesclar com perfeição todos os ingredientes para criar um best seller apaixonante, a autora soube manter as expectativas que me moviam a devorar páginas em questão de poucos dias e horas. Desde o princípio, a história desperta a curiosidade do leitor, e a magia de cada paisagem, de cada lugar, a magia de se sentir parte de uma civilização até então perdida, fazem dessa novela uma história única, diferente de tudo o que já li, e fortemente carregada de emoções.

As emocionantes reviravoltas e revelações garantem um final impecável.

Quanto aos personagens, temos Diana e Mirina, como as duas mulheres fortes da história, mulheres livres, corajosas, à frente de seus tempos.
Diana é a professora de Oxford, ainda sonhando com as amazonas das histórias de sua avó, mas mesmo assim corajosa o suficiente para embarcar em desafios desconhecidos, cruzar fronteiras e limites. 
Mirina, é a garota forte, que enfrentou a perda dos pais, a cegueira da irmã, a fome, a doença e quase morreu pelas mãos dos antigos gregos. Mirina é forte para sobreviver em uma sociedade que cultuava a força de homens e menosprezava as mulheres. 

Cada uma em seu tempo, Diana e Mirina desbravarão terras distantes em busca de verdade. Cruzarão desertos para resgatar aos que amam. E o leitor viaja junto, se emociona junto e termina esse livro querendo mais. 

Aventure-se, arrisque-se, e devore as páginas como se o tempo não passasse. A Irmandade Secreta é um livro maravilhoso que prende o leitor, encanta e emociona. Uma leitura diferente, que nos transporta à uma outra época em que homens e mulheres comuns se tornaram lendas.







Anne Fortier nasceu e cresceu na Dinamarca, emigrou para os Estados Unidos em 2002 para trabalhar em cinema e é doutorada em História das Idéias pela Universidade de Aarhus, na Dinamarca. A história de Julieta é inspirada na sua mãe, que sempre considerou Verona a sua verdadeira casa... até descobrir Siena. Julieta, a sua estréia literária, já foi publicada em mais de 30 países.






Web Page Oficial: http://www.annefortier.com/

Twitter: Anne Fortier

Beijokas!

Nos Lemos...


13 comentarios:

  1. Oi, Alice!
    Eu quero ler esse mais por conta da mitologia grega. Não conheço ainda a escrita da autora.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  2. Oi Alice,

    Sou curiosa quanto a mitologia, mas não leio muitos livros do tema, infelizmente!
    Quero muito ler este livro, sua resenha só me deixou ainda mais curiosa!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderEliminar
  3. Heyyy,
    Senti saudades daqui, muita. Meu coração estava partido por não estar comentando, mas as coisas estavam apertadas com os estudos, tempo 0. Mas volteeei, estou de volta, I'm backkk, pro bem ou pro mal.
    O livro parece ser MESMO muito bem, impossível não querer ler depois de todos os comentários positivos feitos por você. A premissa do livro é super interessante e se eu tivesse dinheiro iria comprar agora mesmo, haha.
    Beijooos <3.
    Nasci Gabriela - www.nascigabriela.com.br

    ResponderEliminar
  4. Olá!!
    Acabei de conhecer seu blog e adorei, já estou seguindo <3
    Não sei se leria esse livro, não é de um gênero que costumo ler e não me atrai tanto assim, mas tenho um amigo que provavelmente vai adorar essa história. Ele adora essa temática!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice, sua linda, tudo bem?
    Nossa, sua resenha ficou ótima!!! Seu texto está contagiante e adorei o que escreveu no final: "outra época em que homens e mulheres comuns se tornaram lendas", eu já sou fã de mitologia, mas não tem como não se apaixonar por essa história que parece ser incrível mesmo, a começar por essa capa que está linda.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Oie! A premissa desse livro é muito legal, mas eu geralmente tento evitar livros que contenham enredo do tipo mitologia. MAS como acabei lendo A Maldição do Tigre e acabando me encantando pelo hinduísmo, eu gostaria muito de ler um livro que falasse sobre mitologia grega (que não fosse Percy Jackson). Deve ser encantador! Tô muito afim de ler *-* Beijinhos Alice!
    http://oreinoencantadodeumaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Eu adoreii esse livro! A capa está belíssima! ^^

    Beijokas da Mylloka
    http://myllokasecret.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Não conhecia a autora, mas a premissa do livro me atraiu bastante, principalmente, por envolver mitlogia grega! Adorei a resenha!
    Beijos,
    Luana Agra- http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Oie Alice =)

    Todo mundo fala muito bem desse livro e eu estou aqui morrendo de curiosidade para conhecer logo essa história. Li Julieta da mesma autora e gostei bastante.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderEliminar
  10. Oi Alice! eu tenho dois livros da autora e ainda não consegui ler, estou muito curiosa sobre esta obra em particular por conta de tantos elogios que vi. Adorei a resenha.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  11. Oi
    esse livro está na minha lista de desejados, a história parece ser envolvente e ainda fala de Amazonas o único livro que li e falou desse assunto foi percy jackson já que elas aparecem. Que bom que gostou da leitura dele,.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  12. Amo tuas resenhas, só aqui no teu cantinho encontro livros que normalmente não me chamariam a atenção e acabo ficando totalmente envolvida querendo-os ler!
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderEliminar
  13. ooi!
    desde que li "julieta" da Fortier eu fique tipo "Como que um ser humano consegue escrever tamanha perfeição em um simples pedaço de papel?" eu amo com todas a minhas forças essa obra e quando vi que a arqueiro iria publicar novos livros da autora, surtei. Porém ainda não tive a aportunidade d ler a irmandade perdida que acredito que seja tão bom quanto.
    bjs xx
    http://lendocomela.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar