20 de abril de 2016

(Review 69) - Unprooted

29004593Unprooted
Naomi Novik

Planeta / Del Rey / Macmillan / Random House
Livro Autoconclusivo
688 Páginas
Fantasia / Intriga / Juvenil

Para leer en Español, haz click AQUI

Agnieszka tem um dom: é capaz de romper, manchar ou perder qualquer coisa que leve posta em questão de segundos. Vive no vale con sua familia e é feliz em seu pequeno e pitoresco vilarejo.
Porém, a maligna e retorcida presença do Bosque se cerne há anos sobre todos eles.

Para proteger-se, o povo confia no poder de um misterioso mago conhecido como Dragão, o único capaz de controlar con magia o poder do Bosque. 

Em troca dessa proteção, ele pede apenas uma coisa: à cada dez anos poderá escolher uma garota e à levará até a sua torre, um destino quase tão terrível quanto cair presa do Bosque.

O dia da eleição se aproxima e Agnieszka tem medo. Sabe - na verdade, todos sabem - que o Dragão escolherá à Kasia, a mais bonita e a mais valente de todas as aspirantes. E, também, a melhor amiga de Agnieszka. Porém, quando o Dragão chega, para surpresa de todos, não é Kasia que ele quer...

Um bosque corrompido.
Um mago poderoso e solitário.
Uma jovem cujo poder mudará tudo...



Se buscas uma história nova, original e livre de qualquer clichê, Unprooted é certamente o livro certo.
Essa é a primeira vez que me deparo com a pluma de Naomi Novik, e desde a sua publicação em espanhol, pela Editorial Planeta, Unprooted me chamou a atenção por sua sinopse em certa maneira sombria, e também por sua capa, que nos remonta à algo fantástico, certamente.

Ao final de uma leitura larga de mais de 700 páginas, posso concluir que Unprooted me trouxe sentimentos encontrados. Houveram momentos me que me senti imensamente presa à história, devorando os capítulos. Porém, houveram momentos em que senti a leitura pesada, demasiado descritiva, demasiado detalhista, por vezes até mesmo confusa. Minha experiência com Unprooted não foi exatamente desastrosa, mas tampouco foi magnifíca. Na verdade, eu descreveria essa leitura como uma leitura de altos e baixos.

Devo dizer que eu esperava mais, muito mais desse livro. No Goodreads, o mesmo possui uma alta valoração, após a sua publicação em Espanhol, essa novela se tornou uma das mais lidas entre as blogueiras espanholas e não foram poucas as resenhas que colocavam a história de Naomi Novik em um pedestal.
Como eu disse, é verdade que Unprooted é uma historia diferente de tudo o que eu já li. Uma fantasia fora de qualquer padrão, uma brisa de ar fresco. 
Porém, um fato bastante negativo foi a leitura excessivamente larga que, em muitas partes se torna maçante, cansativa, excessivamente presa à detalhes que poderiam haver passado. O final me pareceu morno, não foi capaz de meter-me algo de entusiasmo. 

Agnieszka é uma simples garota camponesa da aldeia de Dvernik. Despreocupada e bastante desastrada, Nieszka tem certeza de duas coisas: não importa tentar se arrumar como outras garotas da sua idade, ela sempre terminará de alguma maneira como um desastre/ sua amiga Kasia será a próxima escolhida do Dragão.

A vida em Dvernik só pode ser considerada tranquila, pacífica e feliz, graças à presença do Dragão, um poderoso feiticeiro que vive isolado em sua torre, e que com seu poder é capaz de proteger os habitantes e o vilarejo da nefasta presença do Bosque. 
O Bosque é um um lugar misterioso, que surgiu há muito tempo e ninguém sabe exatamente de onde, porém, essa força corrupta e sombria foi adquirindo força ao longo dos anos, engolindo aldeias e ceifando as vidas de povoados inteiros. 
Todo aquele que entra em contato com o Bosque, quer seja entrando ali voluntariamente, quer seja forçado, quer seja por acidente, termina sendo corrompido pelo Bosque. Uma pessoa corrompida se torna um verdadeiro animal sanguinário, uma fera, dotada de força e crueldade incomuns. Apenas a magia do Dragão tem sido capaz de conter a ira do Bosque e seus avanços. 

À cada dez anos O Dragão escolhe uma garota entre os povoados protegidos para ir viver com ele na Torre. Ninguém sabe o que acontece ali, as especulações são diversas, mas um fato verdadeiro é que as garotas quando são liberadas após 10 anos, voltam bastante diferentes, mais refinadas, com roupas caras e costumes distintos e por alguma razão não suportam mais viver em seu antigo povoado, preferindo afastar-se e viver longe, em outros lugares.

Quando chega a vez da próxima eleição, todo mundo sabe que Kasia será a escolhida. A surpresa geral acontece quando o Dragão escolhe Agnieszka, a garota mais simples do grupo.

Nieszka é assim arrancada de sua família e amigos, indo viver com o sombrio Dragão em sua torre. 
Ali, Nieszka será ensinada nas artes da magia, para tornar-se ela também uma grande bruxa, e talvez, juntos, Nieszka e o Dragão, um dia poderão deter ao terrivel Bosque, que avança implacável.

Devo dizer que eu tinha uma ideia completamente diferente do que seria esse livro. Eu esperava algo como 'A Bela e a Fera". Sério mesmo! À princípio esperava uma história de amor entre a camponesa doce e o feiticeiro atormentado. Porém, inesperada surpresa foi dar-me conta que o romance em Unprooted é algo muito secundário. Na verdade, há apenas duas cenas de amor. 
Não chego a ser um romântica inveterada porém, neste caso, eu senti falta de mais romance, eu senti falta de um envolvimento maior entre o casal principal.


22544764"A esposa de Borys, Natalya, me levou para dormir no antigo quarto de Marta, um dormitório pequeno e ensolarado, com uma boneca de trapo já gasta sentada em uma estante e um edredom que já estava ficando pequeno. Marta vivia agora em sua própria casa, porém, aquele quarto se conservava à sua maneira, um lugar cálido e acolhedor, pronto para reciber-me, e as mãos de Natalya eram a minha mãe, que me dizia, vá dormir, vá dormir, que os monstruos não virão. 
Fechei os olhos e fingi que acreditava".




Não há muito o que dizer sobre o casal principal, Agnieszka e Sarkan / Dragão. 
Ela é a garota torpe, aparentemente perdida e sem cultura que, de repente, se descobre uma grande feiticeira, com um talento nato para qualquer magia.
Ele é o instrutor. À princípio um mestre duro e distante, e aos poucos, revela-se mais humano e mais obstinado.
Desfrutei de ambos, embora em alguns momentos a excessiva torpeza de Nieska me pareceram um pouco forçadas ou exageradas.
Além dos personagens de Nieszka e do Dragão, teremos vários outros personagens igualmente importantes, alguns deles como Kasia e Marek por exemplo, se tornam fundamentais à história à partir de certo ponto do livro.
Esse número de personagens tem sido um ponto positivo na trama. A autora soube criar personagens muito interessantes e instigantes como o feiticeiro Solya, a feiticeira Alosha e a rainha Hanna.
Certamente, o vilão da história é o ponto mais interessante, pois a pergunta constante que paira no ar durante a leitura é exatamente essa: Quem é O Bosque? Como surgiu esse Bosque? De que maneira um Bosque adquiriu um poder tão nefasto? Há algo humano controlando o Bosque?

São diversas perguntas que se acumulam durante a leitura e nos impede de deixar o livro, pois a cada página aumenta a nossa curiosidade. Certamente, é um fato novo e original, talvez uma aposta até arriscada quando a autora nos apresenta um vilão que não é exatamente humano, porém é um Bosque. E o leitor termina ainda mais surpreendido ao dar-se conta de que esse vilão pode ser tão terrível ou, inclusive pior, do que qualquer vilão meramente humano.

O livro está narrado em terceira pessoa, embora o leitor sabe com detalhes os pensamentos e sentimentos de Agnieszka. 
A ambientação é extremamente original e sombria, obscura. Naomi Novik nos entrega um livro ambientado em um mundo cheio de segredos guardados, um mundo onde criaturas fantásticas habitam um bosque assombrado, que espreita e ameaça toda a uma população. 

Infelizmente, muitas reviravoltas demoram demasiado para acontecer, preferindo a autora segurar toda a ação e os desdobramentos finais ao máximo. Essa sensação de que as coisas tardavam muito em acontecer, terminaram por deixar por algumas vezes a leitura cansativa, pesada e lenta.

Un Cuento Oscuro é um livro diferente e original, apesar de ser muito largo e às vezes confuso. De qualquer maneira, a originalidade da trama e todo o cenário absolutamente fascinante terminam prendendo o leitor.

Uma leitura que certamente recomendo à todos que buscam uma história diferente das novelas de fantasias que já conhecemos. Uma história que, em certa parte, rejeita todos os clichês conhecidos do gênero e que nos apresenta algo completamente novo.









Naomi Novik nasceu em Nova York no dia 30 de Abril de 1973.

America por nascimento, seu pai é um lituano de origenm judía e sua mãe, polonesa. Cresceu entre contos de fadas poloneses, Baba Yagá (personagem mitológico do folclore eslavo) e Tolkien. É una ávida leitora de literatura fantástica desde que leu pela primeira vez O Senhor dos Anéis com apenas seis anos de idade. Além disso, é apaixonada por história, especialmente a era napoleônica, e pelas novelas de Patrick O’Brian e Jane Austen. 

Estudou literatura inglesa na Universidad de Brown e fez pós graduação pela Universidad de Columbia antes de abandonar tudo para participar do desenho e desenvolvimento do jogo Neverwinter Nights: Shadow of Undrentide. Después de passar um breve inverno no Canadá trabalhando no jogo, se deu conta de que prefería escrever a programar, e quando retornou à Nova York decidiu tentar a sorte escrevendo livros. 

Seu primeiro livro inicia a série Temerario e é uma história alternativa sobre as Guerras Napoleônicas. Alcançando um grande sucesso, recebeu o prêmio Compton Crook em 2007 e foi indicada para o premio Hugo de melhor novela. Nesse mesmo ano recibeu o prêmio John W. Campbell como melhor autora e o premio Locus como melhor primeira novela. 

Está casada con o empresario e escritor Carlos Ardai e vive em Manhattan.  

Web Page Oficial: http://www.temeraire.org/

Twitter: Naomi Novik


Beijokas!

Nos Lemos...


15 comentarios:

  1. Gostei da resenha Alice. Achei o livro interessante e espero que alguma editora brasileira venha a publicá-lo. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar
  2. Oooi. Sabe que eu adorei essa premissa, me despertou curiosidade. Uma pena que a leitura não fluiu tão bem assim, mas mesmo assim vou deixar anotado.Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderEliminar
  3. Que enredo interessante, eu com certeza nunca li algo assim. Gostei muito dessa resenha porque fala de um livro diferente, que os outros blogs não estão fazendo. Bjos

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice,
    Não conhecia o livro e a premissa me agradou bastante, mas bem que podia ter mais romance né? Rsrs
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice, tudo bem?
    Eu gostei da capa e achei a premissa do livro interessante, mas não sei se gostaria da história.
    Principalmente por este detalhe de tantas páginas e morosidade em revelações e acontecimentos que balancem a trama.
    Vlw pela dica.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderEliminar
  6. Oi, Alice!
    Realmente a história parece ser diferente de tudo, mas essa quantidade de páginas me assustou um pouco.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  7. Oi Alice!
    Parece ser um livro bem interessante, eu adoro fantasia, mas com 700 páginas também acho difícil não ser cansativo...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  8. Olá, Alice.
    A história é muito interessante e chamou bastante a minha atenção. Adoro livros com magia e fiquei muito interessada nesse. Mas não sou muito fã de narrativas muito descritivas. Mas vou aguardar lançar aqui e ver se leio hehe

    Blog Prefácio

    ResponderEliminar
  9. Oi
    parece ser uma história interessante e apesar de ter se tornado cansativa em algumas partes ainda conseguiu curtir a leitura e esse livro desse bem grosso, 700 páginas.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  10. Oi, Alice.
    A história realmente parece interessante mas o tamanho me deixa com um pé atrás, principalmente agora que você falou que partes da leitura são cansativas.

    Abraços.
    aressacaliteraria.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Oi Alice! Eu gosto de livros de fantasia, mas o autor tem que dosar bem detalhes e ação para não cansar o leitor, ainda mais com um quantidade de páginas tão grande, precisa ter muito jogo de cintura para não perder o foco. Eu não conhecia a obra, gostaria de conferir um dia, mas não seria uma prioridade.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  12. Oi, tudo bem?
    Que livro interessante, mais ainda por você dizer que foge dos clichês.
    Gostei!
    Bj


    IG: @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Achei incrivel o livro. Me desanimei um pouco da história não ser exatamente o que você achava!
    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  14. Oi Alice,
    Confesso que não me animei a ler.
    Realmente parece diferente, mas não foi algo que me empolgou de cara, sabe?
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  15. Gostei muito da sua resenha, soube explicar bem a história sem dar spoilers ou motivos para não lermos haha! Infelizmente não faz muito meu estilo, com o tempo acabei gostando mais de histórias curtas e tal, sem partes cansativas ou detalhadas demais e, como mencionou, esse livro tem disto, então não sei se leria.

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderEliminar