★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

12 de abril de 2016

(Review 66) - Marcados

22294802Birthmarked
Caragh M. O´Brien

Gutenberg / Everest Editora / Círculo de Lectores / Simon & Schuster 
Libro 1/3
384 Páginas
Distopia / Romance / Juvenil

Para leer en Español, haz click AQUI

No futuro, o mundo é árido e hostil, dividido entre os que moram dentro do conforto da muralha, o chamado Enclave, e os que duramente tentam sobreviver no miserável lado de fora, como a jovem Gaia Stone. 
Aos 16 anos, assim como sua mãe, Gaia segue o ofício de parteira e cumpre sem questionar o dever de entregar uma cota de recém-nascidos ao Enclave. Porém, sem que ela entenda o porquê, seus pais são presos pelas mesmas pessoas à quem eles sempre serviram, e desaparecem. Os esforços de Gaia para resgatá-los a levam para dentro da muralha, e ela acaba descobrindo a existência de um código, cujo significado pode colocar muita coisa em risco, mas que também ameaça a sua vida e a segurança da sua família.


16169945Marcados é a primeira parte de uma trilogia que já tenho há algum tempo esquecida nas minhas prateleiras. Não sei, apesar de sempre ter me chamado a atenção, parecia que sempre me apetecia ler outras coisas, de maneira que a trilogia acabou em completo esquecimento por um tempo. Faz alguns dias, eu finalmente me animei em começá-la.

Nesta primeira parte conhecemos Gaia, uma garota de 16 anos que conseguiu me deixar a impressão de ser uma das protagonistas mais obstinadas e valentes que já vi em um livro refletindo alguém dessa idade. Me alegra muito já que, em parte, estas novelas juvenis, possuem o costume de trazer protagonistas adolescentes demasiado inocentes, sonhadoras e imaturas, e Gaia acaba por ser o contrário de tudo isso.

Gaia é uma garota diferente das outras. Por toda a sua vida, ela foi vítima do desprezo e das piadas de seus colegas, tudo por conta da enorme queimadura que ela possui no lado esquerdo de seu rosto, uma marca quase desde o nascimento.

Gaia, assim como a sua mãe, é uma parteira, que vive em uma parte bastante humilde do Setor 3, uma parte fora da zona do Enclave.
Cada um dos setores deve prestar obediência ao Enclave, entregando os seus bebês recém-nascidos, os 3 primeiros nascidos em cada mês. Estes bebês serão adotados pelas famílias do Enclave e serão criados por eles, privados de qualquer vínculo com suas verdadeiras famílias biológicas. Mas, porque o Enclave necessita tomar os bebês que nascem do lado de fora? O que está passando com as mulheres do Enclave que não ficam grávidas?

Gaia aprendeu com seus pais à sempre seguir as regras do Enclave, jamais questioná-las, jamais rebelar-se. E assim ela o faz, até seus pais serem presos e levados pelo Enclave, como se fossem criminosos. O motivo para isso é um mistério, e como se não fosse nada, Gaia em poucos dias descobre que além disso seus pais foram condenados à morte.

Para Gaia a única opção agora será rebelar-se contra o Enclave, formulando um plano para tirar seus pais da vigiada fortaleza. Á partir desse ponto a trama se desenvolve, e o leitor termina por devorar as páginas do livro rapidamente, ávido por respostas. Porque o Enclave condenou os sempre tão obedientes pais de Gaia à morte? Onde estão os seus irmãos, os dois bebês que foram tirados de sua mãe e levados ao Enclave há muitos anos? Que passa com os cidadãos do Enclave que parecem ignorar a situação dos que vivem fora?

Marcados é seguramente uma daquelas leituras que prende, em virtude da trama bem idealizada e das diversas perguntas que surgem ao leitor. Os personagens fortes são um ponto positivo da primeira parte da saga, em especial a protagonista. Gaia é uma muchacha bastante inteligente e que não se faz de vítima, ao contrário, ela luta forte pelos seus, possuí personalidade forte e ideais próprios.
Também temos a León, um belo soldado do Enclave, que não termina por convencer-me. Eu não gosto de personagens bipolares, destes que mudam de opinião em um passar de páginas e jogam no lado que lhes for mais conveniente. León, oras se posiciona como um forte aliado de Gaia, oras é um defensor feroz do Enclave, e o personagem parece se debater entre essa lealdade o livro inteiro.

Outo ponto que destaco como um ponto negativo é a falta de importância dada aos personagens secundários, que foram muito pouco desenvolvidos. Tudo se contra em León e Gaia e personagens interessantes como o Sargento Bartlett terminaram não ganhando nada de destaque.

Concluindo, Marcados é uma distopia original, com personagens diferentes, uma protagonista forte e intrigante. Um princípio de saga promissor que, apesar de algumas falhas, termina por me deixar uma boa sensação ao finalizar a leitura.


Caragh M. O´Brien é uma escritora americana. É a autora da trilogia Birthmarked, uma distopia sobre um mundo acerca de um mundo destruído por uma mudança climática.
Caragh nasceu em St Paul, Minnesota, e estudou na John Hopkins University. Ela se dedica há três anos ao estudo de códigos e idiomas. Antes de dedicar-se à literatura, Caragh foi professora. Atualmente está casada e tem três filhos.



Web Page Oficial: http://www.caraghobrien.com/


Beijos...

Nos Lemos...


7 comentarios:

  1. Realmente me interessei nesse livro <3 Amo distopias e personagens fortes, com personalidade, então Gaia me conquistou a primeira vista! Sua resenha me deixou com muita vontade saber como funciona todo esse mundo e o motivo dos pais dela terem sido condenados a morte. Quando puder lerei com certeza esse livro!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Oi, Alice!
    Eu não sabia da existência dessa trilogia, mas só esse primeiro livro me chamou bastante atenção. Fora o fato de Gaia não ser uma sonhadora trouxa.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderEliminar
  3. Oi, Alice! :D

    Que bacana esse livro.
    Confesso que nunca ouvi falar dele, mas gostei bastante da sua resenha.
    Fiquei bem curiosa sobre a questão dos bebês entregues para a Enclave e o porquê de você dizer que Gaia é obstinada e valente. Achei beeeem legal ela não ser uma adolescente bocó, haha.
    Vou procurar para comprar.

    Seguindo o blog.
    <3

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice! Eu comprei este livro logo que foi lançado, em um vento da Editora eles falaram tanto que não resisti, mas acabei deixando parado e até agora não li. Sua resenha reavivou a chama para querer ler, tomara que os próximos volumes saiam logo, distopia originais são muito bem vindas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  5. Olá! Não conhecia essa distopia, e olha que sou viciada em distopias! hahahah Vou procurar para ler, achei interessante, ainda mais por vc ter falado que tem personagens diferentes e é uma distopia original, ultimamente todas distopias que leio parecem iguais :S
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Oi Alice!

    Eu não conhecia essa trilogia, mas acho bacana a gente pegar às vezes os livros esquecidos da nossa estante rsrsrs E bem, assim como vc, não curto tb personagens bipolares rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  7. Assim como a maioria que se manifestou aqui, eu não conhecia essa trilogia, mas me interessei bastante pela premissa. Acredito que eu iria gostar muito dos livros, anotei a dica aqui para talvez eu os ler futuramente.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderEliminar