31 de marzo de 2016

(Review 63) - Atrapada en Venecia

Atrapada en Venecia
Leo Mazzola

Autopublicado
Livro Autoconclusivo
473 Páginas
Romance / Intriga

Para leer en Español, haz click AQUI


Depois de um dramático relacionamento com Raúl, seu primeiro e único amor desde a adolescência, Lara, uma jovem de vinte e três anos graduada em Turismo e cujo maior desejo é viajar pelo mundo, inicia uma nova vida longe de seu lar e conhece à Carlos, um artista plástico de personalidade boêmia e independente, surgindo entre eles uma forte atração. Uma série de circunstâncias adversas impedem que essa relação frutifique e se consolide.

Enquanto trabalha em um club de alto padrão, conhece a Marcos, um homem enigmático e com muita personalidade, doze anos mais velho do que ela, e que a seduz completamente. Ao seu lado, Lara viajará a Veneza e se iniciará nos mistérios da Irmandade da Luz, uma sociedade secreta inspirada em crenças medievais e que pratica rituais inspirados no tantrismo.

Romance, intriga, suspense, e um grande trabalho de investigação histórica são as chaves nesta nova novela de Leo Mazzola.



Atrapada en Venecia foi um livro que comecei com grandes expectativas. O último livro que li com referências à Italia foi "Julieta" da autora Anne Fortier, e foi um livro que me encantou completamente. Eu acabei esperando semelhanças em Atrapada en Venecia e acredito que em parte acabei me decepcionando um pouco com a leitura por essa razão. Erro meu, totalmente.

Na verdade, grande parte da história se passa em Benidorm e não em Veneza e todas as aventuras e emoções que eu esperei encontrar nas ruas da famosa cidade italiana acabou não acontecendo.
Apenas cerca do final, nas últimas 100 páginas, a protagonista é introduzida em uma sociedade secreta em Veneza e a trama proposta na sinopse finalmente acontece.
Além disso, fui incapaz de simpatizar com Lara, a protagonista da história. 
A princípio Lara decide romper um relacionamento de cinco anos com Raul, um garoto rico e mimado que a maltratava. Após uma discussão com seus pais, Lara decide sair de casa, indo viver em Benidorm, na casa de sua melhor amiga, Irene.
Irene é uma amiga leal e fiel, preocupada com o bem estar de Lara. Irene vive com David, seu noivo.
Quando Lara chega, toda a rotina do casal muda radicalmente.
O grande problema é que Lara é confusa e egoísta. Se sentindo desvalorizada após sua relação difícil com Raul, Lara quer se sentir amada e desejada novamente e ela decide seduzir David (talvez até de maneira ingênua ou movida pela carência), apenas para testar seu poder de sedução. Yes, David, o noivo de sua melhor amiga.
E essa deslealdade da protagonista me deixaram um mal sabor. 
Talvez por essa razão, Lara me desceu muito mal, por toda a história. Mesmo depois de suas paqueras com David, a protagonista se envolve com Carlos, amigo de David e após este, se envolve com Marcos. Porém, é muito dificil saber quem a protagonista realmente ama pois ela parece amar à todos e à nenhum ao mesmo tempo. Esse cambio constante de sentimentos de Lara deixaram a leitura bastante pesada.

Por grande parte do livro, tudo está apenas centrado em Lara, seus flertes com David, o noivo de Irene, e seu posterior relacionamento com Carlos. Faltou ação, faltaram personagens realmente carismáticos e acredito que o autor acabou dando demasiadas voltas para finalmente chegar ao ponto que o leitor espera.
A sociedade secreta foi pouco explorada, eu gostaria de conhecer mais os outros membros, suas histórias. E por ter deixado o tema apenas na parte final, muitas coisas com relação à Hermandad da Luz resultaram precipitadas.

Gostei do final, todos os cabos soltos foram fechados e fiquei satisfeita com o desfecho de cada personagem.

A narrativa em terceira pessoa é simples e coerente. E os curiosos dados históricos aportados pelo autor com respeito à Veneza e seus muitos segredos são um dos pontos que mais me convenceram na novela.
De todos os personagens, Irina foi a única que me conquistou. Carlos e Juanjo também são personagens bastante maduros e que conseguiram manter-me interessada na leitura.


Em suma, Atrapada en Venecia é uma novela que parte de uma premissa muito interessante, na qual depositei demasiadas expectativas. Infelizmente, a protagonista não me convenceu e talvez esse fato tornou a minha leitura pesada.
Ainda assim, é um livro que recomendo, pois se lê rapidamente e a sociedade secreta criada pelo autor é bastante original e sombria.





 


Leo Mazzola nasceu en Valencia. Arquiteto superior e máster em urbanismo pela Universidad Politécnica de Valencia, ao largo de sua trajetória profissional projetou e construíu edifícios para uso residencial, hoteleiro, comercial, esportivo e empresas, además de conjuntos residenciais. A profunda crise no setor imobiliário em seu país ajudaram a dar o impulso necessário para se dedicar à uma de suas maiores paixões, escrever histórias. AMORES PROHIBIDOS (DIARIO DE UN HOMBRE) - 1ª Parte, foi a sua primeira novela publicada em formato físico pela Editorial Chiado em Novembro de 2013. Em Agosto de 2014 se integra na associação literaria Colección LCDE e publica através desse mesmo selo a versão em formato digital. Pouco depois, em Setembro, publicou tanto em papel como em ebook AMORES PROHIBIDOS (DIARIO DE UN HOMBRE) Parte 2, finalizando assim a sua primeira bilogia.

ATRAPADA EN VENECIA é a sua terceira novela, uma historia romântica cheia de intriga e suspense e que se apóia em um grande trabalho de investigação histórica.

Fale com o autorhttps://www.leomazzola.com/


Beijos..

Nos Lemos...

5 comentarios:

  1. Oie Alice =)

    Não conhecia o livro e nem o autor, mas a capa é lindíssima *--*
    Gostei bastante da premissa também. Acho bacana romances com uma pitada de mistério.
    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderEliminar
  2. é péssimo quando criamos muitas expectativas antes de ler o livro e o mesmo não corresponde. A premissa do livro é, realmente, bastante interessante... Adorei a resenha! Porém, não tenho curiosidade em ler o livro.
    Beijos,
    Luana Agra - Blog Sector 12 - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Oi Alice!
    Que pena que o livro decepcionou!
    É muito estranho ele ter Veneza no nome e a maior parte da história não se passar lá.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  4. Oii, fiquei curiosa mas acho que não leria, não curti muito...
    Beijos,
    Natália

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice!
    Que pensa que os personagens não a cativaram. Quando eles não têm carisma fica realmente complicado dar continuidade à leitura, né? Mas, pelo menos, o final foi bacana, que bom.

    O seu blog foi premiado com o Prêmio Dardos lá no PPP!
    Dê umpulinho lá!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderEliminar