★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

9 de marzo de 2016

(Review 58 ) - Heima es hogar en islandés

23690157Heima es hogar en Islandés
Laia Soler

Plataforma Neo
Livro Autoconclusivo
360 Páginas
 Fantasia / Romance / Juvenil
Goodreads /Amazon/ 
BookDepository / Skoob


*** Para leer esa misma reseña en Español, haz click AQUI

Pode acontecer de seu verdadeiro lugar na verdade ser longe de casa?

Ver a vida em branco e preto não é divertido.
Laura padece de uma rara enfermidade que a impede de ver as cores, porém, se ultimamente sua vida é cinza não é apenas porque sofre acromatopsia. Laura acaba de romper com seu namorado e seus pais não deixam de discutir depois do divórcio. Por isso, decide afastar-se de tudo e toma o primeiro avião que sai do aeroporto.
O destino a leva até Reikiavik, Islandia. Alí, conhece ao simpático Orri, que lhe propõem empreender uma viagem para cruzar o país con ele e seu não tão simpático amigo, Gudjan. Talvez não seja uma idéia sensata, porém não é que a Islandia ofereça muitas outras opções para uma garota que fugiu de casa. 
O que Laura nunca poderia suspeitar é que dois islandeses escondem um segredo impossível de acreditar, até mesmo para alguém como ela, e que essa viagem a mudará para sempre.


Heima es hogar en islandés foi um livro cujo meu único arrependimento foi não ter lido antes.

Acho que será impossivel em uma simples resenha descrever o impacto que essa novela teve em mim. Provavelmente não conseguiria externar nem pela metade o quanto este livro mexeu com meus sentimentos, como me fez sonhar, suspirar, chorar e rir, tudo ao mesmo tempo, em um simples avançar de capítulos e páginas.
Sei que ainda estamos em Fevereiro e até Dezembro terei muitas leituras por fazer, porém, posso garantir que Heima es hogar en Islandes estará em minhas melhores leituras deste ano, seguramente.

Quando abri este livro, seus primeiros capítulos de imediato já me engancharam. Tudo me prendia naquela história e quanto mais a história avança, mais mágica ela se torna. 
Laia Soler escreveu uma história mais além da fantasia, mais além de um romance juvenil. Essa é uma historia de amizade (amizades eternas, amizades que o tempo e a distância não separam), amor (amor verdadeiro, puro, desinteressado), incertezas, dúvidas, possível e o impossível, vida e morte, alegria e tristeza... Esse livro é uma mistura de tudo. Heima es hogar en islandés é carregado de sentimentos e emoções humanas, tudo escrito de uma maneira tão profunda e terna, que fica impossível não tocar o coração.

A prosa da autora é simplesmente deliciosa. Laia escreve com suavidade, sabe o momento de trazer humor, sabe o momento de nos fazer refletir, de nos emocionar e nos fazer sorrir. Sabe quando  nos surpreender-nos e sabe quando tocar nossos corações e almas com simples palavras. É o meu primeiro livro de Laia Soler e posso dizer que quero ler os outros, pois o que encontrei nas páginas de Heima me deixou fascinada.

Laura é uma adolescente espanhola que possuí um pequeno defeito genético: Acromapsia. 
O mundo de Laura é visto como um filme antigo dos anos 20, tudo é preto, cinza e branco. Laura não pode diferenciar ou enxergar outras cores. 
Nesse mundo preto e branco, a vida de Laura se torna difícil após a separação de seus pais e um relacionamento tóxico com seu ex-namorado, Javier. 
Laura sabe que precisa respirar novos ares. Laura precisa afastar-se do mundo para encontrar-se à si mesma e é exatamente o que ela o faz. 
Chegando no aeroporto, muitas horas se passam até Laura tomar coragem e colocar em prática sua decisão. Sem conseguir decidir-se para onde ir, Laura decide seguir um casal com seus filhos, apostando na sorte ou no destino, para decidir o ponto de partida de sua jornada. O lugar não poderia ser mais pitoresco. 
O casal escolhido por Laura está partindo rumo à Islândia, uma terra pitoresca e exótica, da qual Laura não pode esperar nada mais do que muito frio e frustração. Ou ao menos é o que ela acha...

Após chegar em Reykjavik, na capital daquele país, Laura por casualidade conhece Orri, um doce garoto islandês que se oferece para ser seu guia turístico pela cidade por um dia. 
Após um dia de muita conversa, o doce Orri consegue convencer Laura à embarcar em uma road trip pelas estradas do país, em uma aventura que mudará suas vidas.
Laura está fugindo de uma vida em ruínas e buscando novos ares e também respostas para o que fazer à seguir, porém, ela não esperava encontrar estas respostas nas estradas de um lugar tão exótico, acompanhada por Orri, um mero desconhecido, e seu melhor amigo, o reservado Guðjon. 


"Y Laura... no desperdicies tu vida. Si cometes errores, no dejes que tu orgullo te impida de corregirlos. Pide perdón y aprende a perdonar de verdad. Al final de tu vida, te arrependirás de no haberlo hecho... Sólo te arrependirás de lo que no haz hecho, creéme. Y soy consciente que voy sonar como una revista cutre para mujeres o un libro de autoayuda, pero sé siempre fiel a tí misma. No dejes que nadie te diga qué pensar, como vestir o qué hacer con tu vida. Haz lo que quieras, aunque no sea lo que la sociedad diga que toca. Sólo tienes una oportunidad. No hay botón de reinicio... Prométeme que vas a ser feliz".

A novela é uma verdadeira viagem pelas terras esplêndidas da Islândia, e é impossivel não terminar apaixonando-se por aquele país após ler esse livro.
Os personagens são simplesmente arrebatadores. 
Laura me resulta um pouco difícil, embora seja uma garota livre, valente, em muitos momentos ela também é capaz de agir de maneira egoista e algo que me molesta um pouco são estas personagens que parecem não ter filtros na boca e soltam tudo o que lhes passa pela cabeça, terminando por ferir os que estão ao seu redor. Laura em alguns momentos resulta ser assim, teimosa e egoista, porém na grande maioria das vezes é uma garota adorável de se conhecer.

Orri é meu grande amor. É um garoto que começa o livro bastante mulherengo, causando a impressão de ser um menino malandro que não deveria ser levado à sério, dado à mulheres e diversão, porém, ele é mais do que qualquer coisa. Com o tempo é inevitável não apaixonar-se por ele e ao final conforme a viagem avança e vamos conhecendo mais deste personagem surpreendente, desvendando seus segredos e dores, ele se torna realmente especial.

Guðjon é o oposto de Orri. Um garoto fechado, reservado, que parece carregar dentro de si as dores do mundo. 

A prosa da autora é mágica, poética e suave. Laia à cada capítulo consegue nos prender, nos arrebata à uma Islândia cheia de segredos não desvendados e de magia. O livro é um romance juvenil com fantasia. Há um fato fantástico no livro porém, o foco do livro está no romance, na amizade, nas surpresas, desenganos, no sacrifício que um faz por quem ama. 

O final é doce e doloroso, me deixando uma sensação agridoce. As lágrimas são inevitáveis pois a história mexe com o coração da gente, entra no mais profundo de nossos sentimentos e será com certeza uma história que não me esquecerei tão cedo.

Em resumo, LEIAM esse livro!
Não há palavras para para resumir ou descrever o mágico e alucinante que foi este livro, não há como explicar quão tocante e doce foi ler cada página.
Uma história especial e cativante, com um romance doce e tranquilo, que não os deixará indiferentes.





Laia Soler (Lleida, 1991) é uma escritora espanhola. Esteve sempre envolvida com as letras. Amante da literatura desde pequena, estudou Jornalismo e tem um canal literário no Youtube Laia Soler - Libros y Desvarios
Los días que nos separan, sua primeira novela, foi ganhadora do primeiro Prêmio Literário Caixa/Platoforma Neo.

Heima es hogar en islandés é a sua segunda novela.
Nosotros después de las doce, a terceira novela, será publicada em Abril / 2016 por Ediciones Puck.



Web Page Oficial: https://www.youtube.com/user/LaiaSolerVlogs

Twitter: Laia Soler


Nos Lemos...


4 comentarios:

  1. Que estória linda!
    Fiquei muito curiosa, especialmente vendo tua empolgação falando de um livro que tenha te tocado tanto!
    Linda resenha!
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderEliminar
  2. Oi, Alice!
    Esse livro deve ser lindo, tanto a história quanto os lugares onde eles devem passar nessa roadtrip.
    Acredita que nunca li nada em espanhol? Pois é... Acho que esse será o primeiro.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderEliminar
  3. Oi Alice!
    Tudo bem?
    Adorei a sua resenha e fiquei imaginando cada cantinho onde a estória se passa!
    Que delícia, né?
    Nunca li nada em espanhol... Será que arrisco? Rs...

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos

    ResponderEliminar
  4. Gostei da resenha Alice. O livro realmente parece ser lindo e emocionante! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar