★★★★
★★★
★★
★★★★★
★★★★
★★★★
★★★★

4 de febrero de 2016

(Review 49) - A Profecia de Midria

25662719A Profecia de Midria
Denise Flaibam

Novo Século Editora
1/4 de Serie Os Mistérios de Warthis
336 Páginas
Fantasia / Aventura / Juvenil


*** Para leer esa misma reseña en Español, haz click AQUI

Serafine Delay era uma garota bastante comum... à sua maneira.

Sua vida na pacata Vila do Sol muda bruscamente numa noite, quando sua décima oitava primavera era festejada. Um ataque acaba forçando-a à fugir desesperadamente de monstros sanguinários e imbatíveis. Por algum motivo para lá de insano, tais criaturas queriam sequestrá-la!
E enquanto mergulha de cabeça no universo mágico de Warthia, e começa a entender a ligação de suas marcas com a história daquele mundo, Serafine descobre-se em uma surpreendente situação: seu destino está traçado.

Uma antiga profecia clama por seu espírito, e uma difícil jornada deve começar.

Na companhia de um belo e rude espadachim, uma simpática garota de orelhas pontudas e um felpudo guerreiro belicoso, Serafine deve ingressar em uma viagem de perigos desconhecidos, que se inicia no Norte daquele vasto continente, treinando para derrotar àquela que vem das Trevas para tudo devastar. 

Os mistérios de Warthia devem ser desvendados, e Serafine é a única capaz de fazê-lo.





A Profecia de Mídria (Os Mistérios de Warthia, #1)Fazia muito tempo que eu não lia um livro de um autor brasileiro... muito tempo mesmo... praticamente desde que me casei e me mudei para a Argentina. Infelizmente, por mais que se fale de Mercosul e que "teoricamente" o intercâmbio entre esses dois países devesse ser frequente, no ramo literário é muito difícil encontrar livros "made in Brazil" na Argentina e vice-versa. 
De modo que, a única oportunidade termina sendo ebooks comprados em sites online como a Amazon, por exemplo (já que o frete de um livro físico para o exterior saí demasiado caro, talvez supere inclusive o valor do próprio livro).

Há alguns meses, enquanto fuçava e babava na página da Amazon, me encantei com a quantidade de ebooks disponíveis à um preço bastante tentador e, como uma leitora implacável que sou, não poderia jamais sair de mãos vazias, e acabei comprando os dois primeiros livros da série Os Mistérios de Warthia, escritos por Denise Flaibam.

Iniciei A Profecia de Midria sem nenhuma expectativa. E creio que foi ao fim uma das minhas maiores supresas em leituras do ano de 2015. Já morro de vontade por conferir sua sequência e descobrir os mistérios de Warthia junto com Serafine.

Warthia é uma vasta terra que foi dividida pelo rei soberano em quatro reinos. Serafine Delay é uma garota "quase comum" do Norte, moradora do vilarejo de Vila do Sol, um lugar onde o ceticismo é a característica número 1. 
Neste lugar, Serafine poderia ser uma garota comum se não fosse porque ela foi misteriosamente abandonada quando ainda era um bebê e foi criada por seus pais adotivos e, sem conhecer nada de sua origem, ficou também impossível explicar porque a garota possui o corpo inteiro coberto por marcas. Sinais misteriosos que, refletidos na luz do sol, alcançam um brilho fora do comum e bastante evidente.
No dia em que comemora seu décimo oitavo aniversário, a chegada de dois misteriosos forasteiros aparece como um sinal do quanto a vida de Serafine será abalada. Naquele mesmo dia, sua cidade sofre o ataque de uma manada de lobisomens, criaturas sobrenaturais que a pacata e incrédula Vila do Sol sempre se recusou a reconhecer a existência. O Vilarejo é arrasado, e Serafine é obrigada a fugir com os dois misteriosos forasteiros. 

Os dois forasteiros revelam à Serafine a grande verdade: ela é mais do que uma simples humana, e sim uma criatura mágica, destinada a salvar toda a Warthia da grande escuridão que está ressurgindo. Serafine deverá seguir para um mundo completamente desconhecido, um mundo além de Vila do Sol, um mundo onde criaturas mágicas esperam por Serafine e ali ela deverá ser treinada para controlar o poder que habita dentro dela e ser também uma guerreira, capaz de enfrentar as mais fortes e terríveis criaturas que se pode imaginar existir, incluindo os lobisomens que destroçaram seu Vilarejo.

Quanto ao cenário, a ambientação da história, devo dizer que me senti transportada de verdade à um mundo mágico. As descrições oferecidas pela autora são tão consistentes e numa riqueza de detalhes (sem ser cansativa) que realmente ela consegue transportar o leitor para Warthia. A autora conseguiu criar um lugar maravilhoso e bastante curioso, original, e durante boa parte do livro, algumas descrições me fizeram lembrar bastante de Nárnia. 
Aliás, há muitas semelhanças com Nárnia, incluindo as curiosas criaturas mágicas, magos e elfos poderosos e guerreiros valentes. Warthia, assim como Nárnia, é bastante apaixonante e cada descrição tornam o lugar ainda mais interessante.

O livro tem bastante personagens, desde o princípio muitos personagens entram e saem da história, mas basicamente tudo se resume ao trio principal: Serafine e seus guardiões Yvola e Jarek. 

Serafine é uma protagonista bastante especial, porque apesar de ser pega de surpresa, apesar de não ter a menor idéia de quem é, ela é bastante valente e curiosa, ela não teme o desconhecido e algo que eu gostei muito é que ela não é a frágil mocinha sempre em perigo. Serafine possui bastante personalidade, embora ela tenha sido criada em um Vilarejo, do qual nunca sequer saiu, ela tem a facilidade de se adaptar à qualquer situação. Eu gostei muito da personagem.

Jarek é o mocinho da história. O guardião durão que possui um passado misterioso e despertará o interesse da heroína da história. Jarek é aquele tipo de herói bastante sarcástico, que não se importa em irritar todos ao seu redor, que esconde seus sentimentos e que possuí segredos grandes que deixam o leitor mais do que curioso por conhecer.

Yvela é a segunda guardiã. Doce, amiga, companheira. Yvela é uma dama com a garra de uma guerreira. Ela é o ombro amigo, a conselheira, mas também possuí segredos.

Há muitos outros personagens secundários que ajudam a dar movimento à história, todos são mágicos, interessantes, cheios de segredos...

A narrativa está em terceira pessoa, mas o leitor pode conhecer bastante os sentimentos e pensamentos de Serafine e outros personagens. A escrita da autora prende o leitor, suas descrições de cada personagem e local são precisas, mas sem ser demasiado extensas.

Nesta primeira parte, o livro se foca muito mais no treinamento de Serafine como guerreira, na descoberta de novos reinos e novas criaturas, em um mundo cheio de magia, e finalmente, na verdade sobre a origem da protagonista. Portanto, por ser um livro introdutório, a ação fica quase toda para o final, nos últimos capítulos, embora, cada capítulo consiga prender o leitor em virtude de todo o mistério do que está por vir. 

O romance também fica em segundo plano aqui nessa primeira parte. Há uma atração muito grande entre o casal principal e fica evidente o sentimento que eles nutrem um pelo outro, mas por enquanto, ainda não aconteceu nada entre eles além da química que eles possuem. Portanto, não esperem por demasiadas cenas de amor nesta primeira parte, já que o foco da autora não foi esse.

Um ponto negativo do livro foi a demora em revelar à Serafine (e ao leitor) o passado da garota e sua missão. Quem embarca em uma aventura, deixando para trás toda a vida, sem saber exatamente o que deverá fazer? 
Eu acho legal haver um suspense, porém, isso se prolongou muito na minha opinião, e por muitas vezes chegava a ser um pouco irritante ver todos os personagens escondendo de Serafine a verdade e dizendo que no tempo certo ela descobriria. 

Poxa, sério mesmo? 

A garota deve treinar como uma guerreira, é chamada de salvadora de Warthia, mas não tem o direito de conhecer seu passado e missão? Todo esse mistério acerca de Serafine foi prolongado por tempo demais e isso deixou a leitura um pouco cansativa, acho que se a autora houvesse revelado tudo logo à princípio isso não mudaria o interesse do leitor à história, talvez até aumentaria.


Resumindo, A Profecia de Midria é um início de saga bastante promissor e original, una história cheia de magia que pude desfrutar bastate e que me deixou com vontade de conhecer mais e conferir as surpresas que aguardam em sua continuação.

Denise Flaibam se apaixonou por histórias de fantasia quando foi apresentada a Harry Potter. Quis lutar em batalhas medievais quando conheceu O Senhor dos Anéis e sonhou viajar para terras místicas ao ler As Crônicas de Narnia. Nascida em 1995, moradora de Morungaba, cidadezinha no interior de São Paulo, sempre sonhou em se tornar escritora e ver suas obras estampando dezenas de estantes. Inspirada principalmente por histórias épicas como as de Rowling, Tolkien e Lewis, onde a magia a arrastou para tantos universos fantásticos, decidiu inventar o seu próprio mundo. Mergulhou na construção de Warthia aos onze anos de idade. Aos dezessete publica o primeiro livro de sua criação: A Profecia de Mídria, da quadrilogia Os Mistérios de Warthia.

Web Page Oficial: Denise Flaibam Facebook

Twitter: Denise Flaibam


Beijokas !!

Nos Lemos.......


3 comentarios:

  1. Primeiro de tudo, me encantei por essa capa! Já havia lido algo sobre esse livro, inclusive talvez até tenha em minha biblioteca do kindle, mas nunca li. Realmente adoro histórias de mocinhas valentes e mocinhos durões, é minha fraqueza haha! Enfim, adoro também histórias sobrenaturais e sua resenha me deixou com muita vontade saber mais sobre a história. Muito bem escrita e objetiva, sem spoilers e soube se expressar muito bem. Adorei!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Faz um tempão que li esse livro,
    foi um dos primeiros nacionais que li na vida... Denise é uma fofa,
    sou apaixonada por esse mundinho que ela criou, estou super atrasada para ler as demais publicações dela, mas espero conseguir esse ano.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Oi Alice, tudo bom?
    Que surpresa agradável foi encontrar a tua resenha lá no Skoob! Que bom que se aventurou por Warthia sem querer e acabou gostando tanto, muito obrigada por dividir sua crítica aqui!
    Então, mesmo para a autora, a parte inicial de uma jornada é sempre a mais difícil de contar - menina se eu te falo a vontade de sacudir aqueles personagens e gritar CONTEM A VERDADE PRA SERAFINE você nem acredita UHASUHASUHASUHASUHASUH eu também sou a leitora que se desespera e fica ansiosa e rolando no chão com o suspense, mas prometo que as respostas virão no momento certo para a trama. O que eu contar antes do momento exato pode causar grandes consequências, não só pra Serafine, mas para toda Warthia. Warthianos adoram um mistério :P
    O livro 2 guarda grandes revelações, espero que goste!
    Adorei a resenha :')

    Beijos,
    Denise Flaibam.

    ResponderEliminar