★★★★
★★★
★★
★★★★★
★★★★
★★★★
★★★★

28 de enero de 2016

(Review 48) - Rosa & Túmulo


Secret Societ Girl

Diana Peterfreund
Delacorte Press / Galera Record / Alethêia
1/4 de Serie Secret Society Girl
293 Páginas
Romance / Mistério / Juvenil





*** Para leer esa misma reseña en Español, haz click AQUI ***


Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Mas tudo muda quando ela se torna uma das primeiras garotas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa - e infame - do país. Amy vê a sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira (como são chamados os integrantes da Rosa & Túmulo) - não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder o seu quase-namorado.
E é só o começo.
Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir a sua vida.   






Esse foi um livro que comecei a ler completamente à cegas. Li sim algumas resenhas muito favoráveis, outras nem tanto, de maneira que fiquei dividida, sem nem idéia de que pensar. Devo dizer que ao fim a minha conclusão é que esse é um livro bom, divertido, e que além de ser divertido e nos prender por um par de horas, também nos apresenta um cenário diferente do qual estamos acostumados nas histórias juvenis ou contemporâneas: as sociedades secretas presentes nas universidades americanas.
Esse costume é presente nos Estados Unidos onde até hoje é bastante tradicional a lenda das sociedades secretas de universitárias e, para aqueles que, como eu, morrem de curiosidade acerca de como funcionam estas misteriosas sociedades, este livro é uma excelente dica, embora eu não esteja completamente segura de que tudo é baseado na realidade, já que alguns rituais me pareceram demasiado bizarros para serem não ficticios... enfim... vai saber né?

A escrita de Diana Peterfreund prende o leitor, é bastante divertida e inteligente, se trata de uma autora que escreve histórias donde se nota uma profunda pesquisa, por conta das informações precisas, e a maneira como isso é passado ao leitor é bastante simples, fácil de entender e graciosa, algo que me fez desfrutar muito da leitura, ainda que não seja um livro excelente. Os personagens são geniais e sagazes. 

Amy Haskel é uma estudante da universidade Eli que, em seu primeiro ano, espera ser convocada para tomar parte em alguma sociedade secreta do campus. Alí, há muitas sociedades secretas e Amy já espera com bastante segurança o convite de uma sociedade secreta específica onde a maioria de seus amigos jornalistas já estão. De todas as sociedades no campus, a mais tradicional e exclusiva é sem dúvida a Rosa & Túmulo, os Coveiros, uma irmandade aonde apenas a elite do campus é convocada. E, para sua grande surpresa, Amy é convocada para esta sociedade, e não para a que tinha em mente.


Uma vez dentro do grupo, Amy não só terá que lidar com os bizarros rituais de iniciação, mas também enfrentar a fúria dos patriarcas da sociedade, que não aceitam a presença de mulheres na mesma.


O livro nos mostra a iniciação de Amy e de seus novos companheiros de sociedade, todos os privilégios à que acede (como por exemplo o gabarito das provas semestrais com antecedência) e também a sua luta por fazer valer seus direitos e continuar na irmandade, a dificuldade em conciliar sua vida pessoal com os interesses da sociedade que sempre demandam prioridade, etc... 

De verdade, não me lembro de haver lido nada tão diferente , fresco e original, e a escrita divertida de Diana me prendeu até o fim, sem me desanimar. 

Há um romance, porém, creio que está é a parte mais fraquinha de toda a história já que o namorado de Amy, Brandon, não me conquistou na maior parte da história, embora fosse um bom garoto. Na verdade, acho que o ponto alto do livro é sobre a amizade, os amigos que se transformam quase em irmãos, a importância de ter alguém com quem contar, para te animar, consolar...

Este livro tem tudo para entreter o leitor: um bom suspense, com todos aqueles esquisitos rituais e regras para ser membro da Rosa & Túmulo, há também o romance e as divertidas amizades de Amy, além disso umas risadas estão garantidas já que a narrativa em primeira pessoa sob o ponto de vista de Amy é uma das mais divertidas, com todo o seu sarcasmo e valentia. 

Algo que gostei muito foram os diálogos inteligentes dos personagens, sempre carregados de ironia. Me encanta ver que Diana nos trás personagens jovens e cheios de coragem e opinião, que não se deixam levar pelo medo. Me encantou a juventude de Diana, apaixonada, valente, formadora de opinião.

Se trata de uma série de livros (4 livros) e ainda que a história possua seus altos e baixos (por volta da metade do livro a história pode se tornar cansativa e até confusa em virtude dos nomes e términos usados para descrever cada sociedade) quero continuar com essa série já que me pareceu promissora e diferente.  


Resumindo, Rosa & Túmulo foi uma leitura rápida, amena e divertida que, ainda que não tenha uma história que alcance a perfeição, tampoco se trata de um livro ruim. Há algumas falhas presentes, o excesso de informação que pode tornar partes da história um pouco cansativa, porém, a escrita da autora consegue prender e manter o interesse do leitor até o fim. Uma história original, diferente, que se lê rapidamente e que certamente recomendo para passar umas boas horas.

Diana PeterfreundDiana Peterfreund foi estilista, modelo e crítica gastronômica. (Também foi corretora de estilo, camareira e telefonista em uma companhia de seguros, porém, estes não são tão glamourosos...). Suas viagens já a levaram desde as florestas pitorescos da Costa Rica até as cavernas subterrâneas da Nova Zelândia ( e segundo ela, as aventuras estão apenas começando...). Diana se graduou na Universidade de Yale em 2001 com duas licenciaturas, em literatura e em geologia, duas profissões que, segundo a sua família, só ajudariam para escrever livros sobre rochas.  Agora, esta garota da Flórida vive com seu marido, sua filha e um cachorro em Washington D.C. e já publicou oito livros, vários contos e diversos ensaios de não-ficção sobre literatura popular infantil. 




Beijokas!

Nos Lemos...


4 comentarios:

  1. Gostei de conhecer essa série de livros e parece ser ótima!
    Um bom livro para se ler em qualquer momento.
    Adorei a resenha, me inspirou mais a ler o livro haha :3

    Beijos
    http://www.maisdocequemell.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Olá :)
    Eu sempre leio grandes elogios sobre essa série, que pena que a personagem do livro não te convenceu, adoro um bom suspense!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Ooi, tudo bem? Gostei da premissa do livro. Essa coisa de sociedade secreta sempre me chama bastante a atenção, ainda mais dessas americanas que são sempre cheia de picuinhas hahaha
    Mas pena que é uma série... nao parece que tem tata coisa assim para contar, mas vai saber. Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderEliminar
  4. Oi :D
    Gostei muito da sua resenha mas não é um livro que me interessa a ler.
    Adorei seu blog *-* estou seguindo.
    bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderEliminar