★★★★
★★★
★★
★★★★★
★★★★
★★★★
★★★★

15 de diciembre de 2015

(Review 47) - Persiguiendo a Silvia


Título Original: Persiguiendo a Silvia
Autor: Elisabet Benavent
Editora: Suma de Letras / Debolsillo
Série: 1/2 de Silvia
Páginas: 473 Páginas
Publicação: Maio de 2014
Gênero: Romance / Chick Lit Adulto
Goodreads / Amazon / Casa del Libro

*** Para leer esa misma reseña en Español, haz click AQUI ***

Silvia trabalha en uma importante multinacional e está perdida.
Silvia necesita conhecer alguém para esquecer Álvaro.
Álvaro é o seu chefe e acaba de partir o seu coração.
Bea, sua melhor amiga propõem fazerem uma viagem...
E ali Silvia se encontra com Gabriel...
Gabriel é uma estrela do pop e também tem problemas.
Silvia e Gabriel se atraem desde o princípio.
E logo descubrirão que esse encontro mudará as suas vidas.

Depois do êxito de ventas e crítica da série Valeria, Elisabet Benavent volta a nos encantar con uma historia contada em duas partes - que fala de amor, de amizade e de sexo ao mais puro estilo Valeria, com personagens inesquecíveis que deixarão o leitor apaixonado.
Uma novela divertida, cheia de vitalidade e humor que nos mostra o quão difícil pode ser amar alguém, em alguns casos.



Depois de ler a primeira parte de En los Zapatos de Valeria, eu simplesmente me apaixonei pela escrita da autora Elisabet Benavent. Elisabet consegue escrever histórias simples que prendem o leitor, com personagens que além de interessantes, são muito cativantes. Não sei se sou apenas eu, mas sempre me lembro de "Sex and the City" quando leio os livros de Elisabet. As personagens femininas são muito parecidas ao estilo das personagens de 'Sex and the City" e igualmente cativantes. Apesar de ter amado Valeria e ainda me faltarem 3 livros para terminar a série, sentia vontade de conhecer algo novo da autora, e por isso escolhi "Perseguiendo Silvia".

Persiguiendo Silvia nos conta a história de Silvia, Álvaro e Gabriel, os três protagonistas desta primera parte. 

Silvia é uma mulher de 20 e poucos anos, independente, bem resolvida e que trabalha em uma multinacional. Por dois anos, Silvia esteve envolvida com seu chefe, Álvaro em uma relação do mais doentia. Sim, doentia mesmo! Por ser um livro longo, a relação de Silvia e Álvaro é contada em detalhes (talvez até mais detalhes do que eu gostaria), e fica um pouco impossível não odiar o personagem de Álvaro, pelo menos para mim. Álvaro é um homem elegante e atraente, provém de uma família abastada financeiramente, porém, por dentro, ele é uma pessoa horrível, de verdade. Ler os capítulos que contavam a relação de Silvia e Álvaro foi a pior parte do livro. A relação doentia deles me tirava a paciência. Álvaro "aparentemente" gosta muito de Silvia, mas ele nunca externa isso em palavras, por mais que Silvia implore por uma confirmação sua. Além disso, Álvaro é um homem cheio de energia, então durante muitos capítulos vemos Álvaro usando Silvia como quer e vemos Silvia cedendo à todos os caprichos e vontades de um homem vazio. Dizem que o amor é cego. No caso de Silvia eu nem diria que ele foi cego, já que Álvaro é um homem muito atraente fisicamente, mas diria que foi um amor obsessivo. Quando a relação vai chegando perto do fim, é impossível não desejar dar uma patada em Álvaro e confesso que me deu vontade de dar um tapa em Silvia também. Neste ponto do livro, Silvia nos faz sentir vergonha alheia. A maneira como Silvia vai atrás de Álvaro, se entrega à ele depois de ter sido humilhada, ofendida, abandonada, tudo isso me deixava com vontade de dar um tapa nela. Acho que a intenção da autora é exatamente essa. Mostrar ao leitor à que ponto poderemos chegar quando perdemos a compostura, o amor próprio. É um ponto muito interessante pois a autora nos traz a história de um relacionamento aonde a personagem simplesmente se anulou, Silvia perdeu o brilho, o charme e a própria personalidade para se tornar apenas um esboço dos desejos do homem que ela acha que ama. Por mais absurdo e irritante que isso possa parecer, quantas mulheres neste momento não estão exatamente nessa mesma situação? A história de Silvia não deixa de ser um lembrete, um alerta de que quando renunciamos à nós mesmos em nome de um amor, isso não é amor, pois o amor é uma troca. Um relacionamento aonde uma das partes anula à si mesma para se moldar aos ideais da outra parte é auto flagelo mesmo.


"Quando um casal é saudável...,e falo com relação ao amor que sentem..., quando uma pessoa ama de verdade o seu par, ela não se converte em cinquenta por cento de alguma coisa. Ela se converte em cem por cento dela mesma".


O livro é alternado em duas partes: passado e presente. Tudo narrado em primeira pessoa, pela própria Silvia. Silvia nos conta sua vida no presente, após a ruptura com Álvaro e em capítulos alternados nos conta seu passado, sua relação com Álvaro em seus pontos altos e baixos.

O livro começa quando após a ruptura com Álvaro, Silvia incapaz de esquecê-lo decide fazer uma pequena viagem com sua amiga Bea. Ali, após um momento de fraqueza e solidão, ela foge para pensar, indo parar em uma praia, aonde conhece Gabriel, um famoso rockeiro. Silvia acaba desabafando sua vida para Gabriel, e assim, neste clima de cumplicidade, os dois começam uma amizade. Gabriel leva Silvia para dormir em sua mansão, como amigos, e encontra nela a luz que faltava em sua vida, já que apesar de ser uma estrela do rock, Gabriel se sente constantemente infeliz e solitário. Silvia e Gabriel aos poucos vão se aproximando, se tornando cúmplices, confidentes e amigos de verdade. Gabriel a leva em viagens pelo mundo, apresenta à Silvia a possibilidade de uma nova vida, e a sinceridade de Silvia aos poucos vai derrubando todas as barreiras e uma confiança inabalável cresce entre ambos. 
Enquanto acompanhamos o início de uma bonita amizade e os primeiros passos para o amor em Silvia e Gabriel, em outros capítulos Silvia nos dá um panorama de seu passado, apresentando os detalhes de sua relação com Álvaro.

"Quero que me amem. E quero amar até ficar louca. Nem sei se estas coisas realmente existem, mas se não, deveriam existir."

Gabriel e Álvaro são dois opostos. Gabriel é uma alma solitária, carente, mas um garoto doce, sincero. Álvaro é um covarde, um homem bonito por fora, bem sucedido, mas vazio por dentro, uma pessoa que não demonstra para nada seus sentimentos. Certamente, é Gabriel quem ganha a minha simpatia.

Silvia se divide em duas fases: durante seu relacionamente com Álvaro e depois que conhece à Gabriel. Durante seu relacionamento com Álvaro, Silvia é uma mulher que foi capaz de tudo por um homem, inclusive ser o que não é, simplesmente para satisfazer a pessoa que ela amava. Por mais feliz que ela quisesse demonstrar ser, é impossível não sentir pena da personagem, pois há momentos onde, nas mãos de Álvaro, Silvia se torna apenas um objeto. A Silvia ao lado de Gabriel, é mais animada e impulsiva e isso me faz amar a personagem.

Elisabet Benavent sabe como criar personagens femininas fortes e também bastante humanas. Eu gostei muito da personagem de Silvia (embora quisesse dar umas patadas nela cada vez que ela cedia à Álvaro). Silvia é franca, honesta, pura, engraçada, otimista e muito impulsiva, ela é quase um furacão abalando tudo ao seu redor. Silvia me fez rir, me fez sofrer e me fez querer abraçá-la um par de vezes. E tudo isso é um ponto muito positivo, pois significa que a personagem me transmitiu emoções, eu senti uma conexão com ela. 

Apesar de tudo eu ainda gostei mais da série de Valeria, porque como já disse, a relação de Silvia e Álvaro me cansou e me irritou em muitos momentos, por mais compaixão que eu tenha sentido por Silvia, me resulta impossível negar que houveram momentos cansativos quando a narrativa voltava para Silvia-Álvaro. Mas ainda assim, eu indico muito esse livro. 


"Me conformo com o que me dão, simplesmente por medo de sair para lutar pelo que realmente desejo".
  
Perseguiendo Silvia não é um livro para adolescentes. Esse livro possuí cenas mais fortes, e é um romance/chick lit adulto. Eu recomendo à todos que gostem de um romance bastante real, já que as idas e vindas da personagem são muito dentro da realidade humana. A escrita de Elisabet Benavent é simples e muito divertida, ela prende o leitor, ela consegue despertar as nossas emoções e sempre ao terminar me deixa com vontade de ler mais. Um livro altamente recomendado.






Elisabet Benavent (Valencia, 1984) é formada em Comunicação Audiovisual pela Universidade Cardena Herrera CEU de Valencia e pós graduada em Comunicação e Arte pela Universidade Complutense de Madrid. Ela também trabalha no departamento de Comunicacção de uma empresa multinacional. A publicação, em 2013, de suas novelas En los Zapatos de Valeria, Valeria en el Espejo, Valeria en Blanco y Negro e Valeria al Desnudo se converteram em um êxito total de críticas e vendas, alcançando a marca de 120.000 exemplares vendidos. Os direitos da série Valeria já foram vendidos para serem adaptados para a televisão. Atualmente, Elisabet se dedica à família Coqueta e ao seu grande sonho de escrever.

Web page Oficial: http://www.betacoqueta.com

Twitter: Beta Coqueta



Minha última resenha do ano!!! Espero que tenham gostado...

☺ Beijokas ☺

Nos Lemos !!!


1 comentario:

  1. Oi Alice,
    Eu adoro os chick-lits e esse parece ser bem do jeito que curto.
    Acho que ainda não tem por aqui, tomara que em breve, lancem haha
    Quero conhecer a Silvia.

    Tenha um maravilhoso e próspero 2016.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderEliminar