★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

7 de septiembre de 2015

(Review 26) - Un Beso Arriesgado

25571966Título Original: Un Beso Arriesgado
Autor: Olga Salar
Editora: Harlequin Iberica
Páginas: 141 Páginas
Publicação: Maio de 2015
Goodreads / Lectorati Amazon

*** Livro Auto Conclusivo ***

**** Para leer esa misma resenã en Español, haz click AQUI ****


Efrén Ventura, famoso músico de rock tem o público feminino aos seus pés, e agora ele vai encontrar a prova mais difícil que será a inspiração para seu próximo álbum: a bela jovem que o atrai e também o confunde, sua melhor amiga... e repórter. Verônica, loira e sexy, conheceu Efrén por meio de uma amiga em comum na revista aonde ela trabalha, e as ligações telefônicas ocasionais foram se transformando em largas conversas e confissões. Efrén é doce, atraente e irresistível, alémd e ter um grande senso de humor, mas ele parece não querer nada além da mais pura amizade. 
Agora, o chefe de Verônica quer que ela o entreviste, na condição de super estrela da música. 
Com todo o receio que os famosos sentem com relação aos jornalistas. Será possivel que os dois conseguirão romper essa barreira? Verônica acredita que sabe tudo sobre ele, menos o que ele realmente sente cada vez que a vê.



Un Beso Arriesgado é um livro ideal para aqueles fins de semana aonde você busca algo para relaxar, desfrutar, sem grandes emoções ou reviravoltas. Às vezes, principalmente depois de uma leitura mais densa, que mexe com o nosso emocional, existe a necessidade de buscar algo mais leve, mais prático de acompanhar, assim é Un Beso Arriesgado.
Se trata de uma história curta, daqueles que facilmente podemos ler em um ou dois dias, são 100 páginas apenas nos trazendo a relação entre a jornalista iniciante Veronica e o astro da música Efrén. 
Um ponto muito diferente desse livro é que a história não se inicia da maneira típica dos romances, aqui o leitor não acompanha quando o casal se conhece, os primeiros olhares, as primeiras palavras, na verdade, o livro inicia quando Veronica e Efrén já conhecem a existência um do outro, já trocam palavras (ainda que apenas via telefone) e inclusive já possuem até uma certa faísca de atração entre eles. 
Efrén Ventura é um ídolo da música na Espanha, ele é famoso e desejado, do tipo Enrique Iglesias. Veronica Campos é uma jornalista iniciante esperando pela sua grande oportunidade na revista onde trabalha. Os dois possuem uma amiga em comum, Elba. Éfren e Elba são grandes amigos e todas às vezes que ele liga para Elba, é Veronica que atende as ligações e ela começa a se apaixonar pela voz dele, pela suavidade de suas palavras e claro, pelo Efrén também como pessoa. Um ponto que eu odiei em Veronica é que eu achei ela desleal no começo do livro. A personagem começa achar que Éfren e Elba são mais que amigos, porque ele é muito atencioso e está sempre telefonando, e mesmo assim ela não consegue resistir ao suposto namorado da amiga e não faz nenhum esforço para se asfatar e esquecer o galã! Com essa atitude eu peguei uma certa antipatia pela personagem que admito que durou o livro inteiro. 
Depois que a confusão é desfeita, já que Efrén não é namorado de Elba, a própria Elba começa tentar unir os dois. No começo ambos possuem atitudes bastante contraditórias, Efrén se comporta de maneira distante, e Veronica de maneira um pouco orgulhosa, mas depois que o chefe de Veronica oferece a oportunidade da sua vida para finalmente deslanchar em sua carreira, ela precisará aceitar a ajuda da influência de Efrén para conseguir realizar a matéria da sua vida e para isso eles passarão o fim de semana juntos em Madrid, resolvendo as diferenças.
Como eu já disse, foi um livro que começou diferente para mim. Eu estou acostumada a ler obras de romance onde acompanho o momento em que o casal troca o primeiro olhar, a primeira palavra. No caso de Veronica e Efrén, temos aqui um casal que já se conhece, que já mantém contato e que inclusive já se sentem atraídos um pelo outro. Essa situação adiantada me deixou um pouco confusa no início e eu demorei para entender de verdade em que ponto estava o relacionamento deles, houveram momentos em que eu li e tive que retornar e ler de novo para entender o contexto da situação porque as coisas aconteciam muito rápido. Em um momento eles apenas conversam por telefone, e num segundo momento já estão se falando em um concerto onde ela espera por ele, eu tive que voltar e reler para tentar entender se eu havia perdido algum fato no meio desse salto da história, mas mais uma vez, sou eu que talvez estou acostumada à histórias que avançam de uma maneira mais lenta. 
A história do livro em grande parte reproduz esses momentos à sós em Madrid quando uma verdadeira relação entre o casal começa a se formar. 
Um ponto negativo do livro eu diria que é essa coisa de amor instântaneo. O leitor não acompanha o princípio de tudo, então passa uma idéia de amor instantâneo quando começamos a história. Outro ponto negativo ao meu ver foi a personagem de Veronica, que no começo me passou a impressão de ser uma amiga um pouco desleal ao não saber se aquele rapaz que a atraía era ou não envolvido com sua amiga e mesmo assim ela seguiu com seus sentimentos, esse deslize do personagem me fez não gostar dela e outras atitudes um pouco arrogantes e orgulhosas dela serviram para aumentar meu incômodo com a personagem.
Os pontos positivos certamente é a fluidez da história, por ser um livro curto, podemos ler rapidamente sem enrolações, sem uma excessiva demora para chegar ao clímax da história. Também amei a personalidade de Efrén Ventura, que apesar de ser um homem famoso e bem sucedido, se comporta de maneira simples e ainda é um romântico. O melhor da história para mim esteve nos personagens secundários Carla e Guillem. Carla é a prima de Veronica e Guillem é o irmão de Veronica e a autora criou uma história paralela com ambos que me deixou encantada, deu um brilho à mais à história e despertou meu interesse. Esses foram meus personagens preferidos. 
O livro além de ser um romance, possui também uma mensagem de fundo que achei muito legal. Há um conflito paralelo e ao final fica uma mensagem bonita sobre a importância do perdão, das segundas oportunidades, da familia.
Un Beso Arriesgado é um livro perfeito para se ler em uma tarde tranquila, um fim de semana na praia, ou após uma leitura mais pesada, quando precisamos apenas nos distrair um pouco, sem grandes pretensões. É um livro que avança rapidamente, lemos sem sequer notar os capítulos passando e que possui uma narrativa bastante ágil. A escrita da autora é fácil de entender e o final, com direito à um epílogo, encerra a história de maneira bastante satisfatória.






Olga Salar (Valencia, 1978) sempre viveu na pequena Sagunto. Estudou Filosofia Hispânica porque era a maneira mais fácil de enganar a sua mãe: a mãe pensava que sua filha estava buscando por uma profissão e Olga conseguia assim saciar sua curiosidade pelas palavras e sua paixão pela leitura. Leu e leu, à pedido dos professores e também por conta própria, e assim conheceu escritores como Byron, Tolstoi e Goethe, e redescobriu também os escritores latinoamericanos que com seu realismo mágico a cativaram para sempre. Enquanto passava páginas e páginas de seus livros, Olga se apaixonou e teve uma preciosa filhinha e depois disso tornou a ler ainda mais, enquanto sua filha a solicitava quando necessitava. Criadora do blog literário Luna Lunera (Diário de uma Lunática) e resenhou uma quantidade absurda de livros à cada semana. Escreveu sua primeira obra, sobre o desastroso das primeiras vezes. E finalmente publicou a bilogio Lazos Imortales, uma adaptação de Fausto, que recebeu uma enorme acolhida na blogosfera. Olga já é autora de mutas obras: Un Amor Inesperado, Quédate esta Noche, Íntimos Enemigos, Una Cita Pendiente, Una Noche bajo el Cielo (sua primeira novela histórica), Jimena no Deshoja Margaridas, e o relato Solo un Deseo, entre outros.
Sua mais recente obra, Dí que Si, recebeu menção especial no II Prêmio de Novela Romántica Harlequin Digital.
Olga também participou de diversas antologias, e colabora com revistas e livros periódicos.


Twitter : Olga Salar


Fica aqui a minha recomendação para que todos conheçam mais das histórias de Olga Salar. E eu espero muito em breve poder compartilhar aqui mais resenhas de obras da autora. 
Um grande Beijo! Nos Lemos !!!!

6 comentarios:

  1. Oii!
    Tudo bem?
    Acho que esse livro ainda n foi publicado aqui. Mas eu adorei sua resenha. Com certeza eu leria!
    Beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  2. Parece ser uma história boa para se ler como entretenimento, pena que ando muito atarefada para ler mais algum livro que não os que já estou lendo, pelas próximas semanas. Mesmo assim posso dizer que a história desse livro que você resenhou me chamou a atenção.

    aguardandoocamaleao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Oi
    Achei legal a premissa do livro e que na história eles já se conheciam me chamou atenção.
    Ficou muito boa a resenha, mais ele nem tem no Brasil.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  4. Olá,
    Eu gosto desses livros rápidos e gostosinhos de serem lidos, a premissa desse me deixou mega curiosa e saber que a leitura flui da forma que você descreveu já é algo que traz muitos pontos para a obra. Adorei <3.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Que legal que você goste tanto da língua espanhola e inclusive leia livros no idioma, porque isso é bem raro aqui na blogosfera. Quanto a história, parece-me bem confusa, mas ainda sim tem esse ar legal de sábado a tarde sem nada pra fazer, já que tme uma escrita de fácil assimilação.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderEliminar
  6. Ótima resenha! Adoro visitar seu blog... tem sempre livros que não são conhecidos no Brasil e eu adoro uma novidade!
    Te indiquei para uma TAG no meu blog...espero que ainda não tenha respondido.
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderEliminar