★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

4 de septiembre de 2015

(Review 24) - Unos Asesinatos muy Reales

Título Original: Real Murders
Autor: Charlaine Harris
Editora: Suma de Letras / Walker & Company / Berkley
Páginas: 175 Páginas
Publicação: Dezembro de 1998
*** Livro 1/8 - Série Aurora Teagarden ***

**** Para leer esa misma reseña en Español, haz click AQUI ***

À cada mês os Real Murders, um grupo de amadores estudiosos de crimes da cidade de Lawrenceton, Georgia, se reúne para discutir um assassinato famoso. Seus membros são os mais excêntricos: Gifford Doakes, um especialista no estudo de massacres; Jane Engle, amante das histórias de terror vitorianas; Perry Allison, fã de Ted Bundy...
Durante a noite da última reunião, a bibliotecária local, Aurora <Roe> Teagarden, encontra o corpo mutilado de Mamie Wright na cozinha da sede do clube.
Ela está segura de que o assassino está entre eles, já que o crime tem uma semelhança mórbida com o Assassinato Escolhido do Mês para ser levado à pauta no clube. E depois disso, outros assassinatos começam a ocorrer, baseados em antigos crimes.  E parece que o grande motivo por trás disso é tão somente uma estranha e sinistra forma de diversão...






Olá meus grandes leitores!!

Hoje finalmente me decidi por fazer uma resenha de um livro que eu deveria ter escrito desde que comecei o blog, já que li ele há alguns meses já (em Julho) e foi um livro do qual eu gostei muito, tanto que no mesmo mês li também o livro 2, a continuação dessa série. Fazia um tempinho que eu já estava com esses livros e sempre me batia curiosidade de começar a ler, mas eu acabava desistindo de última hora e sempre optanto por alguma outra novidade. Verdade é que livros policiais não são muito a minha "zona de conforto" e eu sempre olho para eles e penso que não irei gostar. Porém, essa série da Charlaine Harris me empolgou muito, por não se tratar de um livro policial realmente. Eu não sei como esse gênero de livro é chamado no Brasil, mas na Argentina nós chamamos de "novela negra", que seria como humor negro. Sei que no Brasil o termo humor negro é usado para filmes, mas não sei se para livros usa-se o mesmo termo, mas enfim, o gênero do livro é bsicamente Humor Negro e não o típico policial comum. 
Aurora é uma divertida bibliotecária de 28 anos moradora de uma pequena cidade na Georgia, solteira, amante dos livros e que possuí além disso, como hobbie, uma estranha e mórbida fixação por antigos crimes. Ela se juntou à um grupo de pessoas que possuem essa mesma fixação e uma vez por mês eles se reúnem para falar sobre o que mais gostam: Crimes !! Um crime é escolhido na reunião anterior, e eles estudam o caso por um mês para então se encontrarem e debatê-lo exaustivamente, até se chegar ao veredicto de um possivel culpado. Hábito estranho? Até poderia dizer que sim, mas a coisa não termina por aí.
Em um encontro qualquer, coincidentemente após a chegada de um novo morador à cidade (um famoso autor de livros, Aurora ao chegar na sede do clube para o encontro mensal se depara com o cadáver de uma colega. O cadáver é encontrado na cozinha em uma posição que se assemelha estranhamente à forma praticada pelo antigo crime que o grupo iria justamente debater naquela noite.
Depois da grande comoção causada e com o passar de alguns dias, outros cadáveres vão surgindo, e cada um desses crimes é uma reprodução exata de assassinatos antigos, justamente aqueles que o grupo de Aurora tanto medita e debate. Para Aurora, está claro como água que o assassino está entre eles, no seu grupo e no seu meio de amigos!
Cheia de curiosidade e usando de seus vastos conhecimentos adquiridos em anos de livros policiais e estudos de casos, Aurora mergulha numa investição extra oficial do crime e encontra em meio disso o parceiro perfeito para ajudá-la: Robin Crusoe, um famoso autor de livros e mais novo morador da pacata cidade.
À medida que a leitura avança e ao passar de cada página, o assassino vai deixando pistas e sinais sobre a sua identidade, mas a história está tão bem desenvolvida pela autora que eu não consegui descobrir o assassino nem chegando quase perto do final. Na verdade, o assassino sequer está entre os meus maiores suspeitos e confesso que levei um susto de surpresa ao descobrir quem era...
Aurora é uma personagem inteligente, perspicaz, curiosa e fala até pelos cotovelos, com uma personalidade doce e hilariante. Embora seja oficialmente solteira, ela possuí 2 namorados e leva a questão na maior leveza como se não fosse nada de mais... A personagem me fez rir em vários momentos e ficou impossível não me apegar à ela.
Aurora Teagarden é uma série de 8 livros. É uma leitura rapida, são livros curtos e com uma narrativa ágil, com personagens divertidos e uma história que te prende, em um suspense muito bem desenvolvido por Charlaine Harris.






Charlaine Harris nasceu em uma pequena cidade do Mississipi e se formou em Inglês e Arte da Comunicação na Southern University em Memphis. Ela conta com uma carreira de mais de duas décadas e dezenas de obras, claramente influenciadas pelo estilo de vida sulista de sua terra natal. Com seu estilo leve e inteligente, Charlaine é ganhadora de diversos prêmios literários. Até o momento, sua série mais popular é Sookie Stackhouse, que inclusive recentemente recebeu uma adaptação para a televisão chamada True Bloody por Alan Ball, o criador de Dois Metros de Terra e Beleza Americana.


Um Grande Beijo à Todos! Nos Lemos !!!!

6 comentarios:

  1. Oi Alice,
    Já li alguns livros da autora e gostei bastante.
    Ela sabe fazer um bom misterio e criar personagens cativantes.
    Não conhecia esta série, e achei a premissa bem interessante.
    Mas agradeceria se ela investisse menos em séries, pq infelizmente ela nao consegue manter a qualidade.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Pois é Alexandre, ms se fosse só ela que vai decaindo nas sequ~encias das séries até que estaria tudo bem, o problema é que tem muitos autores que sofrem do mesmo mal...rsrs, por enquanto já li dois livros dessa série e embora o segundo livro realmente não é tão bom quanto o primeiro, ainda tenho esperanças que ela consiga manter um bom nível

      Beijokas

      Eliminar
  2. O livro parece ser realmente bom ! Ainda mais tendo uma bibliotecária como personagem :)
    Amei ... Fiquei com muita vontade de ler .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Diane, ela é a bibliotecária mais divertida como personagens que eu já li. Amei a Aurora, ela é diferente, esperta, viva, uma excelente personagem feminina,

      Beijokas

      Eliminar
  3. Retribuindo a visita!!!!

    Menina, que blog lindo, amei seu cantinho, certamente virei muitas vezes mais aqui!!!

    beijos....

    Eu Pratico Livroterapia

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Obrigada Denise! O seu blog também está lindo

      Beijokas

      Eliminar