★★★★
★★★★
★★★★
★★★★
★★★
★★★★
★★★★★

3 de agosto de 2015

(Review 14) - The Duff

6931356Título Original: The Duff
Autor: Kody Keplinger
Editora: Little Brown / Poppy
Páginas: 280 Páginas
Publicação: Setembro de 2010
Goodreads
** Livro: Autoconclusivo **


SINOPSE:

Bianca Pier tem 17 anos, é leal, cínica e não acha nem de longe que é a mais bonita de suas amigas. E ela também é esperta demais para cair no papo de Wesley Rush, o cara gato da escola. Na verdade, Bianca o odeia. E quando ele a apelida de "The Duff", ela joga Coca Cola nele. Mas as coisas não estão muito bem em casa e, desesperada por uma distração, Bianca acaba beijando Wesley, e gosta. Querendo fugir das coisas, ela se joga em uma relação de "inimigos coloridos" com Wesley. Até que então tudo fica confuso...




RESENHA:


18241260Esse foi um livro tão divertido que li em uma tarde sem sequer perceber o tempo passando. É aquele tipo de livro que nos prende a cada página, nos faz rir, passar raiva e nos deixa apegados à cada um dos personagens e juro, amei todos os personagens, não havia um sequer para eu detestar!
Um fato curioso e muito legal, é que a autora do livro, a Kody Keplinger, escreveu esse livro aos 17 aninhos quando ela ainda estava no último ano do Ensino Médio, exatamente como a sua personagem, Bianca. Talvez, justamente por esse fato, Kody nos apresenta uma personagem que pensa, fala e age exatamente como uma menina de 17 anos, e não uma menininha de 12 anos como muitos livros YA teimam em fazer (e eles querem que a gente engula uma adolescente de 17 anos agindo como se tivesse 12!!!). Bianca é uma menina bem madura, mas também confusa e insegura, como a maioria de nós ao atravessar essa fase da vida geralmente é. É muito difícil não amar o personagem, ela é sincera e aberta, honesta, valente, engraçada. 
Outro ponto muito legal é que Kody não criou um personagem clichê. Bianca não é a abelha rainha da escola, mas tampouco é a rejeitada. É uma garota comum, com um círculo de amigas muito legais e que dão um brilho á mais ao livro e com uma vida cheia de problemas, porque ninguém é perfeito, mas ainda assim tentando sobreviver à tantas mudanças dentro dela e ao redor dela.
Wesley é o mulherengo, o garanhão, o "pega todas", que aqui na Argentina é popularmente conhecido como o "ligón". Sim, esse é um personagem até que típico, mas a autora soube dar umas características extras que o diferenciam do básico de sempre, e o colocam no coração da gente. Ele é sim um pegador, mas com um lado decente, humano e foi uma junção muito boa e feliz feita por Kody.
Bianca e Wesley se encontram em um bar, quando Bianca está sozinha no balcão esperando suas duas melhores amigas que se divertem dançando. Wesley se aproxima e após receber uma resposta bem atravessada de Bianca, ele rebate chamando ela de "DUFF"! Irritada, ela lança um copo cheio de Coca Cola no garoto, e assim os dois começam a se estranhar e bater boca, até que em uma outra noite, ele a beija, e assim eles começam a se encontrar às escondidas em um rolo meio sem compromisso, onde eles apenas querem se divertir um com o outro e ambos estão bem cientes disso. 
Bianca tem certeza absoluta que está no controle total da situação e de seus sentimentos, mas aos poucos a maneira de ser de Wesley vai transparecendo, como ele a entende, a escuta, e uma amizade vai se formando, uma cumplicidade que vai se transformando em um amor muito puro. Ponto para Kody mais uma vez que não apostou no amor instantâneo e sim em um amor contruído página por página e que faz o leitor se sentir cúmplice dessa relação.
Os personagens secundários são também, no mínimo, geniais. Impossível não amar as amigas de Bianca, que poderiam ser um nojo considerando-se suas descrições, mas escolheram ser divertidas, amigas, amáveis!!! Kody de novo saí do velho clichê e mostra que garotas colegiais bonitas e populares podem ser amigas, podem se divertir sem perseguir ou humilhar ninguém e podem ser amigas das "garotas normais". Isso faz o livro tão próximo de nós e tão real!
E há Toby também. Sim, há um pequeno triângulo amoroso, mas dosado na medida certa. Sem causar irritações em excesso ao leitor, sem ocupar mais espaço do que deveria, na medida e proporção certa. E Toby é o oposto de Wesley (o que nos faz amar à ambos e torcer por ambos!), ele é sensível, romântico, leal, a imagem moderna de um princípe encantado. Mas sabe de uma coisa? Muitas princesas curtem um sapo !!
O grande lance é que não temos um vilão. Todos os personagens possuem seus erros e acertos, são perfeitos e imperfeitos, como um ser humano real é também. 
Uma mensagem que fica implícita e facilmente podemos enxergar no livro é quanto à questão de rótulos. O quanto dói e é mal julgar alguém por sua aparência, as consequências disso. Em tempos de bullying, é uma mensagem importante para se deixar em um livro e eu aprecio isso.
DUFF em Inglês significa Designated Ugly Fat Friend, um rótulo que caberia à menina menos bonita de um grupo, aquela que menos se destaca entre as amigas.
Vale a pena ler esse livro. É distração garantida e boas horas de diversão.

"Sempre me senti como 'A feia' na escola secundária. Assim que, quando escutei a palavra DUFF no meu último ano na escola, eu já sabia: eu era a DUFF do grupo. A idéia de escrever um livro com o título Duff começou como uma brincadeira, mas quando eu me dei conta de que minhas amigas se sentiam como Duff´s também, eu soube que tinha que escrever essa história".

(Kody Keplinger)

PONTUAÇÃO: 


Desejo à cada um de vocês uma semana abençoada por Deus !!!

Nos lemos !!!


4 comentarios:

  1. Este é um dos meus livros preferidos! Fico feliz por teres gostado :)
    Os outros da autora também são muito bons, mas li recentemente o Lying Out Loud e esse é talvez o meu segundo preferido da autora!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. L.O.L tb está na minha lista de desejados Catarina,mas meu inglês não está muito bom e eu quero ler o livro e entender bem, então vou esperar e torcer pra ver se alguma editora traduz para o português ou para o espanhol

      Beijokas

      Eliminar
  2. Oi!
    Não sabia que esta história era de um livro, assisti ao filme semana passada e adorei, achei divertidíssimo!
    Beijinhos
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Oii Alice, que bom sber que o filme é legal, eu estava com o "pé atrás" de assistir ele, agora vou rever meus conceitos sobre isso.

      Beijokas

      Eliminar